Festejos de Carnaval cancelados devido à pandemia

Publicado em Publicado por: O Paredense
Carnaval de Lordelo 2020

A pandemia da Covid-19 impossibilitou que os festejos de carnaval acontecessem em 2021. Por esta altura, a pouco mais de uma semana do carnaval, as comissões organizadoras estariam a preparar os últimos pormenores dos desfiles que sairiam à rua no domingo, 14 de fevereiro, e na terça-feira de carnaval.

Em Lordelo, a Associação 2L Lazer já tinha anunciado o cancelamento dos festejos há alguns meses.

“Como a maioria dos carnavais organizados em Portugal o carnaval de Lordelo é preparado praticamente de um ano para o outro. Com a pandemia, esse tempo de preparação foi limitado e acredito que mesmo que agora existissem condições a maioria dos carnavais não se iria realizar”, explicou ao jornal O Paredense, António Silva, presidente da Associação A2L Lazer.

Numa reunião realizada logo depois do verão a organização decidiu que não existiam condições para fazer a festa. “São necessários vários meses de trabalho para preparar os carros, os figurinos e tudo o que está envolvido no desfile. Num ano em que houve diversas restrições à realização de eventos, muito dificilmente teríamos verbas suficientes para organizar tudo”, sublinha o responsável.

Carnaval de Bitarães 2020

António Silva diz que esta situação “acarreta prejuízos económicos” para a cidade, em particular para os cafés e restaurantes que neste dia não têm mãos a medir para o negócio.

“No ano passado, às três da tarde, os cafés e restaurantes já tinham quase tudo esgotado. Tivemos mais de 100 mil pessoas a assistir ao desfile. Foi uma verdadeira enchente porque o tempo também ajudou. Este ano, mais do que ninguém, o setor da restauração está a sentir os efeitos da pandemia e o carnaval seria mais uma oportunidade para terem algum retorno”.

Em Bitarães, o carnaval também foi cancelado há vários meses. O corso que habitualmente sai à rua na terça-feira gorda nem sequer começou a ser preparado diz Paulo Costa, um dos responsáveis pela organização.

A reportagem completa na edição de 4 de fevereiro de 2021.