Vale do Sousa deixa de ter concelhos em risco “extremamente elevado”

Publicado em Publicado por: O Paredense

A região do Vale do Sousa deixou de ter concelhos em risco “extremamente elevado” de contágio, por apresentarem mais de 960 casos por 100 mil habitantes.

Segundo os dados atualizados ontem pelo governo, Lousada e Felgueiras já não estão no patamar mais grave de risco e passaram a integrar o grupo de risco “muito elevado”, o segundo nível mais grave da escala definida pelo Governo.

Neste grupo já estavam outros três municípios da região (Paredes, Paços de Ferreira e Penafiel).

Castelo de Paiva faz parte do grupo de concelhos com risco “elevado de contágio”, por registar entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

O Conselho de Ministros aprovou ontem o decreto que regulamenta as medidas a adotar durante o novo Estado de Emergência, que vigora até 7 de janeiro. O Primeiro-Ministro António Costa anunciou ainda que se mantém as medidas para o Natal, mas no Ano Novo as regras serão apertadas.

Haverá recolher obrigatório no dia 31 de dezembro a partir das 23 horas e nos dias 1, 2 e 3 de Janeiro a partir das 13h.