Secretário de Estado da Saúde visitou Centro de Vacinação de Paredes

Publicado em Publicado por: O Paredense

O Secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, visitou esta sexta-feira, o Centro de Vacinação de Paredes, situado no Pavilhão Rota dos Móveis, em Lordelo, no dia em que as autoridades de saúde estimam atingir o marco de 75% de vacinação completa em Portugal.

“Estamos muito perto de atingir os 85% com a primeira dose e estaremos também muito perto dos 75% já totalmente vacinados. Está a encaminhar-se para um processo de finalização”, garantiu Diogo Serras Lopes aos jornalistas durante a visita ao Centro de Vacinação de Paredes.

Segundo o governante, “estamos a dias, ou semanas, de atingir os segundos objetivos” que foram definidos pela Direção-geral de Saúde (DGS), expressando não ter “grandes dúvidas” que o país vai atingir os 85% da vacinação completa até ao final de setembro.

Diogo Serras Lopes falou ainda a boa adesão dos jovens à vacinação, destacando o facto de Portugal estar perto de atingir “percentagens altas entre os 12 e os 18 anos” e sublinhou o “trabalho excecional do Serviço Nacional de Saúde” na campanha de vacinação.

Questionado sobre uma possível data-limite para o encerramento dos centros de vacinação, o Secretário de Estado da Saúde garantiu que nada está decidido, mas que a necessidade de vacinar a população em massa deixou de existir.

“É normal que os centros de vacinação deixem de existir e a vacinação passe a ser feita” onde começou, nos centros de saúde”, afirmou.

Região está “alinhada com os números nacionais

Na visita ao Centro de Vacinação de Paredes, Fernando Malheiro, presidente do ACES Tâmega II – Vale do Sousa Sul, que engloba os concelhos de Penafiel, Paredes e Castelo de Paiva, garantiu que os números na região estão alinhados com a média nacional.

“Estamos naquela linha dos 85% com a primeira dose e dos cerca de 70% com as duas doses. Dos 150 mil utentes do ACES apenas 2,5% da população do ACES não está vacinada. É uma percentagem muito residual,” frisou Fernando Malheiro, assumindo que a expectativa é que a região consiga ter toda a população vacinada até ao final de setembro.

“Há um conjunto de atores que foram importantes. Os 450 profissionais do ACES, as autarquias, o transporte e armazenamento da vacina, um lado mais invisível neste processo, mas que foi absolutamente extraordinário para tudo corresse bem”, acrescentou.

Já o presidente da câmara de Paredes, Alexandre Almeida, disse que a visita do Secretário de Estado da Saúde “é um sinal de reconhecimento pelo sucesso que foi o Centro de Vacinação de Paredes”, onde houve uma colaboração “ao mais alto nível, que se refletiu no número de vacinas administradas”.

 “Estamos convictos que já no dia 12 de setembro, quando os mais jovens receberem a segunda dose da vacina, vamos ficar com um dos níveis mais altos de vacinação do país”, frisou o autarca, garantindo que, em Paredes, o “número de pessoas que não está vacinada “é muito residual”.

O presidente da câmara destacou a “conjugação de esforços” entre o Ministério da Saúde, ACES, autarquias, bombeiros e voluntários e congratulou os paredenses que “reconheceram a importância e necessidade da vacinação e aderiram em massa”.