PSD acusa Alexandre Almeida de falta de visão social para o concelho

Publicado em Publicado por: O Paredense

Ricardo Sousa falava aos presentes num jantar do partido.

O vereador e presidente dos social-democratas de Paredes, Ricardo Sousa, prometeu “proteger os mais desfavorecidos” e continuar a “ser resiliente” no que diz respeito aos interesses da população do concelho. As declarações foram proferidas, na sexta-feira, dia 6 de janeiro, aquando o jantar de Reis do partido.

“Não pode haver dinheiro apenas para festas e obras de fachada. E por isso estaremos ainda mais ativos, e com propostas em diversas vertentes”, garantiu, citado em nota de imprensa.

Aos presentes no encontro, Ricardo Sousa, apontou críticas à gestão do executivo socialista, considerando que tem sido “muito parco” o “apoio à educação e à ação social”, como demonstra o orçamento municipal para este ano que prevê “apenas uma rubrica de 400 mil euros para estas áreas.”

O líder do PSD em Paredes assegurou, ainda, não estar surpreendido com esta postura do executivo, liderado por Alexandre Almeida, uma vez que “é constituído por vereadores sem peso político e constantemente a serem desautorizados pelo presidente de câmara”. Como exemplo, Ricardo Sousa trouxe à tona o caso com a vereadora Beatriz Meireles, no que concerne “ao subsídio prometido à Feira Medieval em Vilela”.

A notícia completa na edição de 12 de janeiro de 2023