Presidente da Câmara de Paredes solicitou estudo de impacto ambiental sobre unidade de bio-resíduos

Publicado em Publicado por: O Paredense

O Presidente da Câmara de Paredes, Alexandre Almeida, anunciou que pediu à Ambisousa – Empresa Intermunicipal de Tratamento de Gestão de Resíduos Sólidos sobre a instalação, na Zona Industrial de Parada/Baltar, da unidade industrial de tratamento de bio-resíduos, que transformará resíduos orgânicos em biogás.

Alexandre Almeida remeteu, ainda, um pedido de parecer à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) e à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) sobre o assunto.

Em nota de imprensa, o Município de Paredes diz “estar consciente que não há qualquer impacto ambiental”, mas atendendo ao “aproveitamento político que está a ser feito” decidiu pedir o estudo.
Citado na mesma nota, Alexandre Almeida sublinha “não ser obrigatório o estudo, uma vez que se trata de uma indústria inócua, mas para que não restem qualquer tipo de dúvidas para à população de Baltar e aos paredenses, queremos que as entidades emitam um parecer se a instalação dessa unidade poderá constituir algum tipo de impacto ambiental”. O Presidente da Câmara de Paredes garante que “ao mínimo impacto ambiental que cause, nós não permitiremos a instalação daquela unidade na zona industrial de Parada/Baltar”.

O autarca vai comunicar esta mesma decisão às Juntas de Freguesia de Baltar e de Parada para “cabal esclarecimento das populações”.

Refira-se que a instalação da unidade de valorização orgânica de bio-resíduos recolhidos seletivamente (restos de comida, resíduos orgânicos e relva) representa um investimento de 18 milhões de euros e está prevista instalar até 2023 na zona industrial de Parada/Baltar. “Este investimento para além de criar postos de trabalho, vai permitir novos acessos à zona industrial, não pode ser objeto de aproveitamento político nesta altura”, acrescenta o autarca.

A Ambisousa já garantiu que não irá construir mais aterros, além dos aterros já existentes e que servem os 6 municípios do Vale do Sousa da esfera da Ambisousa (Castelo de Paiva, Felgueiras, Lousada, Paços de Ferreira, Paredes e Penafiel).