Pena suspensa para jovem que matou três pessoas em acidente na A42

Publicado em Publicado por: O Paredense

O Tribunal de Penafiel condenou Sandro Ferreira, o jovem de 23 anos que conduzia o carro que se despistou na A42, em Paços de Ferreira, e matou três pessoas em 2019, a uma pena suspensa de quatro anos e meio de prisão.

Em causa estão crimes de homicídio por negligência e condução perigosa. 

O coletivo de juízes entendeu que Sandro Ferreira teve uma conduta “negligente” e “imprudente” e conduzia a velocidade excessiva acima dos 160 quilómetros por hora, mas não tinha conhecimento do “elevado nível de desgaste dos pneus do carro”, relata o Jornal de Notícias.

O Tribunal de Penafiel teve ainda em conta a inexperiência na condução e o facto de o jovem carpinteiro de Paredes não ter antecedentes criminais.

Além dos quatro anos e meio de pena suspensa, Sandro Ferreira fica ainda impedido de conduzir durante um ano e meio e terá de pagar uma indemnização de três mil euros a uma instituição que apoia vítimas de acidentes de viação. Terá ainda de frequentar um curso de prevenção rodoviária e ser acompanhado pelos serviços prisionais, adianta o JN.