Paredes avança no processo de desconfinamento

Publicado em Publicado por: O Paredense
Foto: Facebook CM Paredes.

O concelho de Paredes vai avançar no processo de desconfinamento, para as regras de 1 de maio, anunciou esta tarde a ministra Mariana Vieira da Silva, após a reunião do Conselho de Ministros. Há uma semana o concelho tinha voltado a ficar retido no processo de desconfinamento devido ao elevado número de casos de infeção.

Quanto a Paços de Ferreira e Penafiel deixaram de estar em nível de alerta.

Esta manhã o presidente da câmara de Paredes já tinha confirmado uma “evolução positiva” dos indicadores, mas acreditava que o concelho só avançaria no processo de desconfinamento na próxima semana.

Na conferência de imprensa, a Ministra de Estado e da Presidência anunciou que além de Paredes avançam para as regras atuais do desconfinamento os concelhos de Cabeceiras de Basto e Carregal do Sal. Já Arganil e Lamego recuam para as regras de 19 de abril e Resende fica retido.

O concelho de Odemira mantém-se em situação de alerta, mas a freguesia de Longueira/Almograve já poderá avançar para o nível do resto do país. Já a freguesia de São Teotónio dá um passo no desconfinamento, mas não acompanha o ritmo do resto do país.

Mariana Vieira da Silva disse que há ainda 5 concelhos que passam a estar em nível de alerta e 14 que saem da lista de risco, entre eles Paços de Ferreira e Penafiel. O único concelho do Vale do Sousa que permanece nesta lista é Castelo de Paiva.

O país vai continuar em Estado de Calamidade até 30 de maio. Os parques infantis, parques aquáticos e atividades itinerantes vão poder reabrir. Já as atividades desportivas passam a funcionar até às 22h30, acompanhando o horário da restauração e atividades culturais.