Jorge Moreira publicou “o homem que diminuía”

Publicado em Publicado por: O Paredense

Autor de 30 anos vive atualmente na Letónia.

Jorge Moreira apresentou, no sábado, dia 7, na Biblioteca Municipal de Paredes, o romance de estreia “o homem que diminuía”.

O autor que, em 2018, foi selecionado para a Mostra Nacional de Jovens Criadores com o conto “A Ilha Medieval”, é natural de Paredes, viveu a maior parte do tempo em Lousada, sendo que, atualmente, reside em Riga, na Letónia.

“Nasci em 1992, o que faz de mim gente com 30 anos e trabalho como redator criativo (marketing e comunicação)”, começa por partilhar, abordando depois a questão do gosto pela escrita.

“Escrevo desde pequenino, numas épocas mais, noutras menos. Mas acho que mais do que o gosto pela escrita, é o gosto pelas histórias e pela imaginação a trabalhar que mais me cativa. A escrita é o instrumento que dá vida a isso”, explica, destacando que ter tido um conto selecionado para a Mostra Nacional de Jovens Criadores “deu uma motivação extra para continuar a escrever, mas não foi o que me fez enveredar por este caminho”. “A escrita é um hobby”, acrescenta.

Sobre “o homem que diminuía”, Jorge Moreira, revela que foi escrito durante três anos. “Comecei em 2017 e terminei em 2020. Depois, coloquei-o na gaveta, voltei a revê-lo em 2021 e em 2022 comecei a enviá-lo para editoras”, sustenta.

A notícia completa na edição de 12 de janeiro de 2023