Incidência de casos volta a subir em Paredes e é a mais elevada da região

Publicado em Publicado por: O Paredense

A incidência cumulativa de casos por 100 mil habitantes voltou a subir em Paredes, depois de ontem o Primeiro-ministro, António Costa, ter anunciado que o concelho não vai avançar no processo de desconfinamento devido ao elevado número de infeções registadas.

O relatório da Direção-geral da Saúde (DGS) revelado esta sexta-feira, 30 abril, mostra que o concelho de Paredes agravou ainda mais a incidência cumulativa nos últimos 14 dias, sendo o município com o maior número de casos por 100 mil habitantes na região.

Entre o relatório do dia 23 de abril e o divulgado hoje, a incidência em Paredes passou de 209 para 244, mais 35 casos, o que representa um aumento de 19%.

Em Paços de Ferreira e Penafiel também houve aumentos na incidência. Paços de Ferreira passou de 136 para 155 casos e Penafiel de 130 para 155 casos. O mesmo aconteceu em Castelo de Paiva, onde a incidência subiu para 207 casos por 100 mil habitantes.

Recorde-se estes três concelhos estão num nível de alerta e podem vir a recuar no desconfinamento se não baixarem a incidência na próxima semana.

Em Felgueiras o aumento foi menos significativo, de 34 para 37 casos. Já Lousada foi o único concelho da região a baixar a incidência, tendo atualmente 38 casos por 100 mil habitantes, menos 18 que na semana anterior.

Em Portugal foram confirmados mais 460 casos positivos e não houve vítimas mortais.