Incidência de casos em Paredes, Paços de Ferreira e Penafiel baixou nos últimos 14 dias

Publicado em Publicado por: O Paredense

A incidência de novos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes baixou nos concelhos de Paredes, Paços de Ferreira e Penafiel nos últimos 14 dias (entre 20 de janeiro e 2 de fevereiro). Para Penafiel esta redução significa uma descida do patamar de risco de “extremamente elevado” para “muito elevado” de contágio.

Os dados do relatório da Direção-geral de Saúde (DGS), divulgado esta segunda-feira, mostram que o concelho de Penafiel tem agora 899 casos por 100 mil habitantes, menos 156 casos do que na semana passada, estando agora no patamar de “risco elevado” de contágio, juntamente com os concelhos de Paços de Ferreira, Paredes e Lousada.

Em Paços de Ferreira a incidência cumulativa foi de 628 casos por 100 mil habitantes, quando a 1 de fevereiro tinha 668 casos. No contexto da região do Vale do Sousa, Paços de Ferreira continua a ser o concelho com menor incidência de casos.

Em Paredes também houve uma descida nos números, havendo agora 762 novos casos por 100 mil habitantes, menos 72 do que no relatório da DGS de 1 de fevereiro. Lousada registou um ligeiro aumento, passando de 890 para 892 casos por 100 mil habitantes.

Já Felgueiras e Castelo de Paiva continuam no patamar de risco extremamente elevado de contágio, tendo aumentado o número de casos nos últimos 14 dias. Castelo de Paiva continua a ser o concelho com maior incidência, tendo registado 1229 casos por 100 mil habitantes no período em análise, mais 200 que na semana anterior.

Já Felgueiras passou de 1205 casos para 1044.

Portugal registou, nas últimas 24 horas, 2505 casos confirmados como positivos e mais 196 mortos por Covid-19. Quanto aos internamentos, houve mais 96 pessoas internadas e mais 12 em cuidados intensivos.