GNR fiscalizou mais de 35 mil condutores em operação de combate ao álcool e drogas

Publicado em Publicado por: O Paredense

Entre os dias 4 e 10 de maio a Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou uma operação de fiscalização intensiva da condução sob o efeito de álcool e substâncias psicotrópicas. Segundo a GNR, a ação teve como objetivo “promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e diminuir a sinistralidade rodoviária grave, em todo o território nacional continental”.

Em comunicado, a GNR refere que neste período foram fiscalizados 35.249 condutores, tendo sido emitidos 578 autos de contraordenação por condução sob influência de álcool, com uma taxa de álcool no sangue inferior a 1,2 g/l e 278 crimes por condução em estado de embriaguez, com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2g/l.

Foram ainda testados 111 condutores para o uso de drogas, tendo sido detetados dois casos positivos.

A GNR emitiu ainda 10.672 multas, sendo 2744 por excesso de velocidade, 770 por falta de inspeção periódica obrigatória, 477 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças e 341 por uso indevido de telemóvel no exercício da condução.

“Para além dos 287 crimes por condução em estado de embriaguez, foram ainda registados 124 crimes por condução sem habilitação legal”, acrescenta a GNR.