Falha no sistema de refrigeração inutiliza cerca de 600 vacinas contra a Covid-19 no CHTS

Publicado em Publicado por: O Paredense

Cerca de 600 doses da vacina contra a Covid-19 ficaram danificadas devido a uma inutilização inadequada dos sistemas de refrigeração da farmácia do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS).

As vacinas eram para administrar aos profissionais de saúde daquele centro hospitalar, que incluiu os hospitais de Penafiel e de Amarante, mas já não poderão ser utilizadas.

Num esclarecimento enviado ao jornal O PAREDENSE, o CHTS confirmou que foram
danificados 113 frascos que davam para cerca de 600 doses da vacina.
Sobre a
inutilização de frascos contendo a vacina da COVID 19, tudo indica que estará
associada a uma utilização inadequada do sistema de refrigeração da farmácia do
Hospital”.

No mesmo esclarecimento, o CHTS adianta que “o Conselho de Administração ordenou de imediato a abertura de um processo de inquérito, para apuramento detalhado do sucedido e das respetivas responsabilidades”, estando também a avaliar a apresentação de participação por eventual processo-crime.

O Conselho de Administração diz que a situação é de “lamentar profundamente, uma vez que, quer no CHTS quer em toda a rede do SNS, são fornecidas instruções de trabalho específicas para o seu manuseamento, motivo também pelo qual o Conselho de Administração está determinado em apurar com detalhe o que aconteceu”.

Segundo a mesma fonte, assim que teve conhecimento do problema, a administração do
hospital realizou diversas diligências para que sejam repostas rapidamente as vacinas inutilizadas. “As vacinas devem chegar já amanhã procedendo-se à vacinação imediata dos profissionais, entre amanhã e sábado”, acrescenta.

“Atendendo à sensibilidade da questão e à sua relevância social foram determinadas medidas reforçadas de vigilância permanente no local”.