Concelho de Paredes não avança no processo de desconfinamento

Publicado em Publicado por: O Paredense

O Primeiro-ministro, António Costa, anunciou, esta quinta-feira, Paredes não vai avançar para a nova fase do processo de desconfinamento, devido ao elevado número de casos de infeção.

Na região, também o concelho de Valongo mantém as regras que estavam em vigor e não avança para a próxima fase.

Há ainda 27 concelhos em situação de risco acrescido, por terem mais de 120 casos por 100 mil habitantes, entre eles Penafiel, Paços de Ferreira e Castelo de Paiva. Segundo António Costa, a situação destes concelhos será reavaliada na próxima semana, altura em que o Governo decidirá se ficam retidos ou recuam no desconfinamento.

A partir do próximo sábado, dia 1 de maio, o país deixa de estar em Estado de Emergência e passa a Estado de Calamidade. Os cafés, restaurantes, pastelarias e similares passam a poder funcionar até às 22:30 horas durante a semana, com um máximo de 6 ou 10 pessoas em esplanadas. As lojas e centros comerciais podem funcionar até às 21 horas durante a semana e as 19 horas aos fins de semana e feriados.

Os espetáculos culturais passam a ser permitidos até às 22h30, assim como os casamentos e batizados com 50% da lotação. As fronteiras com Espanha também reabrem.