Celso Ferreira e Pedro Mendes acusados de dois crimes de prevaricação

Publicado em Publicado por: O Paredense

O ex-presidente da câmara de Paredes, Celso Ferreira, e o ex-vereador da educação, Pedro Mendes, foram acusados de dois crimes de prevaricação na sequência do processo que investigou irregularidades com a construção dos centros escolares.

Na acusação agora concluída pelo Ministério Público os ex-autarcas são acusados de repartir os projetos de construção dos 15 centros escolares para evitar a realização de um concurso público.

“Bem sabendo que os projetos de arquitetura para a renovação do parque escolar ao arquiteto Carlos Lacerda Lopes e a Mário Pina Bernardo, respetivamente, superavam os limiares previstos no regime legal excecional os arguidos decidiram repartir cada um dos procedimentos de adjudicação em quinze, um por cada centro escolar, de modo a não serem ultrapassados os limiares legais”, refere o MP.

A notícia completa na edição em papel de 24 de dezembro de 2020 ou na edição online.