Candidato do MPP acusa executivo socialista de utilizar associações do concelho para propaganda eleitoral

Publicado em Publicado por: O Paredense
Foto: DR.

O candidato à câmara de Paredes pelo Movimento Juntos Por Paredes, Nós Cidadãos e Aliança acusou o executivo socialista de estar a usar as associações do concelho para “propaganda política”. A crítica de Manuel Pinho surge depois de terem sido publicados vídeos nas redes sociais, em que dirigentes associativos aparecem a manifestar apoio a candidatos do PS às juntas de freguesia.

“O Movimento Juntos por Paredes tem vindo a denunciar, a utilização das associações por parte do Partido Socialista local para propaganda política. Situação que infelizmente tem continuado e que agora se adensou. Efetivamente, na apresentação de algumas candidaturas socialistas, alguns dirigentes associativos, em nome da associação que representam, apoiam os candidatos do PS”, sustenta o candidato em comunicado. 

Manuel Pinho considera ainda que “a utilização das associações do concelho por parte do executivo socialista para se autopromover na campanha eleitoral é imoral” e que os responsáveis pelas coletividades “não deviam ter deixado que isso acontecesse”.

“Os sócios destas mesmas associações, livres de pertencerem a qualquer partido, certamente não se reveem nestes comportamentos. Sejamos claros: nenhuma associação deve nada ao autarca A ou B por lhe ter sido concedido algo que advém do dinheiro público”.

“O Movimento Juntos Por Paredes vai olhar para todas as associações de forma equitativa. Não as queremos de joelhos, a pedir, como se de uma esmola se tratasse. Valorizará todas as associações do concelho, ajudando-as de acordo com os recursos disponíveis e não pela “vassalagem” prestada”, garante. 

Em resposta às críticas, Alexandre Almeida, presidente da câmara de Paredes e recandidato pelo PS, esclarece que “as pessoas que têm dado os testemunhos em nada vincula as associações” e que “naturalmente não são pressionadas para darem o apoio aos candidatos”.