Alexandre Almeida quer continuar com “gestão de rigor e verdade” na câmara de Paredes

Publicado em Publicado por: O Paredense

É para continuar com o “excelente trabalho” e a gestão de “rigor e verdade” que Alexandre Almeida se apresenta como recandidato à câmara municipal de Paredes. Parte para eleições, depois de quatro anos de mandato, com “a convicção do dever cumprido” e a vontade de “continuar a mudar Paredes”.

No Parque Urbano da Cidade de Paredes, perante dezenas de apoiantes, amigos e familiares, voltou a mostrar a obra feita no último mandato e deu a conhecer as propostas para os próximos quatro anos, caso seja eleito para o segundo mandato.

O alargamento da rede de água e saneamento será a grande prioridade, mas o candidato prometeu também apostar no ambiente, combater o isolamento dos idosos, melhorar a rede viária do concelho, contruir habitação a preços controlados e captar mais investimentos para o concelho.

O alagamento da rede de água e saneamento terá a máxima prioridade na nossa ação camarária nos próximos quatro anos”

“Vocês sabem o muito que foi feito ao longo dos últimos quatro anos. A gestão de rigor e verdade que realizamos na câmara municipal”, afirmou Alexandre Almeida, falando da redução do passivo em 20 milhões de euros de 2017 para 2020 e do conjunto de obras realizadas por todo o concelho, que fazem com que a mensagem “‘Paredes é obra’ não seja um dito, mas sim uma realidade”.

“A resposta que conseguimos dar aos problemas gerados pela pandemia foi também uma das nossas grandes preocupações. Foi um tempo de muito trabalho e total dedicação, de grandes dificuldades que conseguimos ultrapassar. Apesar de tudo foi um tempo positivo e bonito com resultados que estão à vista de todos”, sublinhou, destacando o trabalho dos vereadores, presidentes de junta, adjuntos e funcionários da autarquia.

“Cumprimos quando estivemos ao lado das instituições de saúde, bombeiros e IPSS’s durante a pandemia; quando incutimos rigor e transparência na câmara municipal; quando demos seguimento aos compromissos assumidos com os paredenses em 2017; quando baixamos o IMI para a taxa mínima, algo que nunca feito no concelho; quando avançamos com um conjunto de obras como há muito não se via em Paredes e mesmo assim baixar o endividamento da câmara; quando melhoramos as condições das escolas; quando tratamos todas as freguesias por igual e quando dissemos basta á empresa que tem a concessão de água e saneamento no concelho de Paredes”, afirmou.

Alexandre Almeida, que está a terminar o seu primeiro mandato na câmara de Paredes, reconheceu que há problemas à espera de resposta e que preocupam os paredenses, entre eles a falta de saneamento.

“Para além da importância que tem para a qualidade de vida das pessoas, a rede de saneamento é uma condição importantíssima para a atração e fixação de empresas. O alagamento da rede se saneamento terá a máxima prioridade na nossa ação camarária nos próximos quatro anos”, reiterou.

A segunda grande prioridade passa por criar um plano de intervenção em toda a rede viária do concelho até 2030, que tem “traçados e pisos irregulares” e “falta de passeios” para as pessoas.

O ambiente será a terceira prioridade da candidatura do socialistas, que pretende despoluir os Rios Sousa e Ferreira, requalificar as suas margens e construir passadiços e também parques de lazer em todas as freguesias.

Combater o isolamento dos idosos será outras das preocupações, reforçando os apoios às IPSS’s e a novos projetos de centros de dia, lares ou unidades de cuidados continuados.

Na área da habitação social, Alexandre Almeida lembrou que Paredes já tem a sua estratégia local de habitação aprovada e disse contar com as verbas do Plano de Recuperação e Resiliência para dar resposta a esta necessidade em todas as freguesias.

A atração de investimentos, a criação de mais empregos qualificados e a fixação de mais pessoas em Paredes serão também prioritários para o futuro do concelho, com a aposta na expansão e construção de novos acessos às zonas industriais.

A sessão terminou com a apresentação de todos os candidatos às juntas de freguesia do concelho pelo PS: Fernando Santos – Aguiar de Sousa; João Gonçalves – Sobreira; Belmiro Sousa – Recarei; Adriano Moreira – Cete; Vítor Moreira – Duas Igrejas; Salomé Santos – Rebordosa; José Rodrigues – Cristelo; José Coelho – Baltar; Fernando Alves – Lordelo; José Mota – Gandra; Célia Rocha – Vilela; José Cunha – Vandoma; José Moreira – Astromil; José Borges – Louredo; José Carlos Barbosa – Beire; Júlia Nunes – Sobrosa; Artur Silva – Paredes; Tiago Magalhães – Parada de Todeia.

Carlos Alfredo é o mandatário da candidatura e defende que “o excelente trabalho não pode ficar por aqui”. “Os candidatos às juntas de freguesia têm muitos e interessantes projetos para levar a cabo no concelho”, frisou.

Domingos Barros, que preside à Comissão de Honra”, afirmou que “todos reconhecemos em Alexandre Almeida um homem de confiança, com rigor e competência”. “A prova disso são os seus quatro anos de mandato onde todos nos sentimos incluídos. É a pessoa certa para continuar a desenvolver, melhorar e concretizar os melhores projetos para Paredes. (…) Paredes hoje é uma terra industrial e desenvolvida que merece mais do que nunca uma equipa dinâmica forte e com capacidade de decisão. É um gosto estar ao lado desta grande candidatura”.

Já Manuel Pizarro, presidente da Federação do Porto do Partido Socialista, frisou que “as pessoas de Paredes estão à frente na candidatura do PS liderada por Alexandre Almeida”. “Todos os socialistas têm um enorme orgulho no trabalho que tem sido feito em Paredes, no extraordinário protagonista político no distrito do Porto e no país. Alexandre Almeida é um orgulho estar aqui a apoiar a tua candidatura”.

“O PS não tem medo das eleições, não tem medo do povo. Em situação de pandemia é ainda mais importante dar voz ao povo. Vamos no dia 26 de setembro confirmar se as pessoas de Paredes querem Alexandre Almeida como presidente da câmara e o PS a liderar a autarquia. (…) É decisivo darmos uma vitória a Alexandre Almeida para o presente e o futuro do concelho”.