Vitória sem contestação

Publicado em Publicado por: O Paredense

Foto: arquivo

Texto escrito por Cristina Borges.

Depois de voltar a perder pontos “fora de casa”, o Rebordosa regressou ao seu território, onde esta época ainda só soma vitórias. O Vilarinho foi o adversário da 6ª jornada e chegava à cidade paredense motivado pelo empate da ronda anterior frente a uma das equipas cimeiras até ao momento.

Apesar da motivação, a equipa de Marcos Nunes não conseguiu impedir a superioridade dos homens da casa. O conjunto orientado por Tonanha entrou mais forte e tomou de imediato “as rédeas do jogo”. A superioridade refletia-se nas oportunidades criadas pelos campeões de série da época passada, mas as falhas na hora de decidir mostravam-se determinantes para a falta de golos.

A insistência dos rebordosenses só “deu frutos” à meia hora de jogo, quando Pipo teve apenas de encostar após o cruzamento de Ricardo Teixeira.

A superioridade do Rebordosa não se revelava no marcador, já que este ditava a vitória pela margem mínima na ida para o intervalo.

No segundo tempo, a turma de Tonanha parecia disposta a resolver o resultado mais rapidamente e chegou ao segundo aos 52 minutos. Rui Miguel cruzou e Teixeira apareceu na pequena área a finalizar.

O jogo seguia com sentido único e, dez minutos depois, o Rebordosa voltou a marcar. O terceiro começou numa jogada de contra-ataque, em que Cláudio isolou Ricardo Teixeira que não teve dificuldade em marcar.

O triunfo aproximou os da casa aos lugares cimeiros da tabela classificativa. O Rebordosa ocupa atualmente o 3º lugar, com os mesmos 12 pontos que o Sousense, que é 2º classificado. Já o Vilarinho está com 14 pontos, um acima da “linha d’água”.


No final da partida, Tonanha admitia que o Rebordosa podia ter sido de Santo Tirso com um resultado mais expressivo: “Fomos superiores ao longo de todo o encontro e, por isso, até considero que o resultado acaba por ser lisonjeiro para o Vilarinho. Se tivéssemos sido mais eficazes, o resultado seria mais volumoso”.

A vitória permitiu ao conjunto rebordosense chegar ao 3º lugar, com os mesmos pontos que o segundo classificado, mas Tonanha garante: “A equipa sempre esteve composta. Não é por termos ganho 3 – 0 que a equipa vai estar melhor e por termos empatado na semana passada que estávamos piores. Há várias situações que têm contribuído para que, por vezes, o resultado não seja melhor, como é o caso dos jogos fora”. O técnico acrescenta ainda: “A equipa ainda não está idealmente como eu quero, mas, sem dúvida, que caminha para lá. O objetivo do Rebordosa é ficar num dos primeiros dois lugares, já estamos num deles, por isso, parece-me até ao momento um bom campeonato. Saliento, mais uma vez, irrepetível com o que fizemos no ano passado”.

Share This: