União Paredes já sonha com regresso às Laranjeiras

Publicado em Publicado por: O Paredense
Com o estádio e o pavilhão a funcionar, Paredes pode voltar a ser uma cidade com dinâmica", defende o presidente do clube.

“Com o estádio e o pavilhão a funcionar, Paredes pode voltar a ser uma cidade com dinâmica”, defende o presidente do clube.

Onze anos depois da mudança para o Complexo de Mouriz, o União de Paredes volta a sonhar com a possibilidade de jogar no “velhinho” campo das Laranjeiras. O tão aguardado regresso ao centro da cidade pode estar para breve depois de o executivo ter aprovado a expropriação do Complexo das Laranjeiras, que inclui o pavilhão, o estádio e os terrenos adjacentes.

A autarquia já manifestou abertura para encontrar uma solução, se o União de Paredes quiser voltar a jogar nas Laranjeiras. “Se entenderem que os jogos principais devem voltar a ser feitos nas Laranjeiras em vez de investirmos nos balneários da cidade desportiva podíamos requalificar este estádio”, garantiu o presidente Alexandre Almeida, assumindo que esta solução podia “dar mais vida à cidade de Paredes”, com a realização dos jogos da equipa principal, mantendo os treinos e as equipas da formação na cidade desportiva.

Se houver entendimento, o autarca garante que o regresso às Laranjeiras pode acontecer ainda este mandato. A ideia parece agradar ao presidente do clube. “Para nós é importante regressar a casa porque a nossa identidade e o nosso ADN estão nas Laranjeiras”, afirma António Pedro Silva, falando de um passo importante para “reaproximar o clube da cidade e da população”, estratégia que a atual direção já tem vindo a seguir, trazendo iniciativas para o centro e reativando modalidades históricas, como o basquetebol e o hóquei em patins.

 

Leia a reportagem completa na edição em papel de 21 de fevereiro de 2019 ou subscreva a edição online.

Share This: