Uma das vítimas mortais do acidente em França era de Lousada

Publicado em Publicado por: O Paredense
O acidente aconteceu na Estrada Nacional 79, chamada Estrada Centro Europa e Atlântico (RCEA), conhecida como uma estrada perigosa.

O acidente aconteceu na Estrada Nacional 79, chamada Estrada Centro Europa e Atlântico (RCEA), conhecida como uma estrada perigosa.

Os quatro emigrantes portugueses que morreram em França, na madrugada do passado domingo, eram de Foz Côa e Lousada. Os emigrantes seguiam num autocarro com destino a Genebra, Suíça.

A viatura despistou-se no centro de França, provocando a morte a 4 pessoas. Três outros passageiros sofreram ferimentos graves e 25 registaram ferimentos ligeiros.

Marília Nogueira, de 32 anos, era natural de Nevogilde, Lousada.

Marília Nogueira, de 32 anos, era natural de Nevogilde, Lousada

Eram todos emigrantes portugueses que tinham vindo a Portugal passar o Natal e a Passagem de Ano com as respetivas famílias.

A tragédia vitimou ainda uma jovem de Lousada. Marília Nogueira, de 32 anos, que tinha emigrado há 1 ano para a Suíça. No autocarro seguiam também o marido, Nuno Batista, de 42 anos, e os dois filhos de 3 e 13 anos de idade.

Pedro Machado, presidente da câmara de Lousada garantiu entretanto à Lusa que o marido e o filho mais velho sofreram ferimentos ligeiros, mas o menino de 3 anos ficou ferido com gravidade. O Jornal de Notícias avança ainda que a criança teve de ser submetida a uma intervenção cirúrgica.

 

Leia a notícia completa na edição em papel de 12 de janeiro de 2017 ou subscreva a edição online.

Share This: