Tribunal de Paredes pode vir a ter Instância Central Cível

Publicado em Publicado por: O Paredense
A autarquia está disposta a criar condições no tribunal para que a proposta avance.

A autarquia está disposta a criar condições no tribunal para que a proposta avance.

O presidente da câmara municipal de Paredes avançou, na última assembleia municipal, que o Tribunal de Paredes pode vir a ter uma Instância Central Cível. Alexandre Almeida garantiu que o assunto foi discutido no início de fevereiro, quando a Secretária de Estado Adjunta e da Justiça, Helena Ribeiro, veio a Paredes visitar o Palácio da Justiça.

“Há planos para que o DIAP de Paredes passe para Penafiel, mas também sabemos que há planos para que sejam reforçadas as competências do Tribunal de Paredes, em serviços muito mais interessantes do que o DIAP”, reiterou o autarca.

A proposta que está em cima da mesa é a vinda para Paredes da Instância Central Cível. Segundo o autarca o espaço libertado com a saída do DIAP não é suficiente para acolher a nova Instância Central Cível, estando a câmara de Paredes a fazer todos os esforços para criar as condições necessárias para que a proposta avance.

“É preciso criar mais gabinetes para juízes e mais salas de audiências. Neste momento estamos a estudar como o vamos fazer, mas já nos foram dadas garantias de que se conseguirmos criar esses espaços há muito boas possibilidades de termos a Instância Central Cível no Tribunal de Paredes”.

 

Leia a notícia completa na edição em papel de 8 de março de 2018 ou subscreva a edição online.

Share This: