Sobreira quer ser uma Vila Residencial

Publicado em Publicado por: O Paredense
Alameda S. Pedro - Sobreira

Alameda de S. Pedro – Sobreira

Que futuro as instituições e os cidadãos projetam para a freguesia da Sobreira?

A questão serviu de mote para um debate no auditório do Grupo Jovem Nova Esperança. O objetivo da iniciativa era recolher o contributo de toda a comunidade com vista à promoção da freguesia da Sobreira a Vila Residencial, apostando na reorganização comunitária e social da freguesia.

O projeto foi apresentado pela junta de freguesia da Sobreira e deverá ser implementado de forma faseada e calendarizada, tendo o seu auge no ano de 2030. “Não consigo elevar a vila da Sobreira a Vila Residencial se primeiro não a preparar para isso”, explica o presidente da junta João Gonçalves, elencando os requisitos necessários para a elevação da Sobreira ao estatuto de Vila Residencial. “A primeira condição é trabalhar o território, para que ele tenha as potencialidades e aquilo que é necessário para ser habitável, confortável e com todas as condições que tornem este estatuto num facto, quer nos elementos de atratividade, estadia, a forma de estar, etc”.

João Gonçalves acredita que ao criar as condições necessárias para que a Sobreira seja um território atrativo a freguesia estará também a contrariar a tendência de diminuição da população que afeta hoje muitas vilas e cidades do país. “Se tornarmos a Sobreira num local aprazível, aproveitando todas as potencialidades naturais da freguesia estaríamos a dar um passo muito importante para trazer para cá novos habitantes, mantendo os que cá estão”.

A freguesia da Sobreira tem no território a sua maior potencialidade. É um território extenso, representa cerca de 14% de todo o território do concelho, e combina áreas urbanas, rústicas, agrícolas e florestais, com grandes vantagens para a Sobreira, enquanto Vila Residencial, possa ser também uma Eco Vila ou uma Vila Ambientalmente Recomendável.

 

Leia a reportagem completa na edição em papel de 16 de junho de 2016 ou subscreva a edição online.

Share This: