Rebordosa derruba Nun’Álvares

Publicado em Publicado por: O Paredense

Texto escrito por Cristina Borges

Foi sob um calor pouco normal para a época que o Rebordosa recebeu e venceu o Nun’Álvares por 3 – 0.

A vitória começou a ser construída, logo aos dois minutos de jogo, com um golo apontado por Sérgio Cardoso. Depois do golo, o Rebordosa não se mostrou muito interessado em procurar o segundo e o Nun’Álvares aproveitou. A equipa de José Manuel cresceu no encontrou e podia ter empatado a partida com um remate de Tozé, mas Ricka estava atento.

Apesar das investidas dos recaredenses, os homens da casa foram mesmo a vencer para o intervalo.

No segundo tempo, o conjunto orientado por Tonanha impôs o seu ritmo alto e Teixeira quase ampliava a vantagem, mas o cabeceamento não saiu certeiro. Logo a seguir, foi Hugo Alves a tentar o golo, mas o remate à entrada da área saiu ao lado. Falhou à primeira, mas acertou à segunda. Aos 70 minutos, o camisola 26 protagonizou uma arrancada do lado esquerdo e com um remate colocado fez o 2 – 0.

O Nun’Álvares não tinha armas para combater o primeiro classificado da área, que ainda conseguiu ampliar a vantagem, por intermédio de Edu Santos.

3 – 0 foi o resultado final, que cimenta o Rebordosa no 1.º lugar da Divisão de Elite com 53 pontos. O Nun’Álvares afundou-se ainda mais na linha d’água e manteve os mesmos 15 pontos.

 

Tonanha: “Conseguimos uma vitória justa”

No fim da partida, Tonanha considerava: “Acho que foi uma partida interessante frente a um adversário que jogava aqui uma cartada decisiva, na luta pela manutenção, por isso, sabíamos que não ia ser um jogo fácil. No entanto, o golo marcado cedo permitiu que a equipa relaxasse, talvez até demais, mas acabamos por conseguir uma vitória justa.”

Sane e Júlio foram duas estreias na convocatória da equipa rebordosense. Apenas o primeiro foi a jogo e o treinador do Rebordosa garante que chegam para “serem mais duas opções, que servem para prevenir futuras lesões, e para ajudar ainda mais a equipa. É importante fazer também uma gestão do grupo, porque já são mais de 30 jogos realizados esta época e é normal que os jogadores comecem a acusar algum desgaste.”

 

José Manuel: “Os próximos três jogos são extremamente importantes”

Do outro lado, José Manuel lamentava: “É um resultado que vai contra a nossa ideia. O golo sofrido cedo criou-nos algum incómodo tendo em conta aquilo que tínhamos preparado para o jogo. Acho que o resultado acaba por ser exagerado por tudo aquilo que fizemos ao longo do encontro. Merecíamos ter marcado.”

Sobre a situação complicada que o Nun’Álvares atravessa, o técnico recaredense garante: “A nossa preocupação é jogo a jogo. Para nós, cada jogo é uma final. Este foi mais um e vale pela exibição, porque o mais importante é termos a equipa motivada para lutar pelos melhores resultados. Os próximos três jogos são extremamente importantes. Neste momento, ainda temos 27 pontos para disputar e ainda vamos receber adversários que lutam pelos mesmos objetivos que nós, por isso, precisámos de, nesses jogos, fazer tudo para vencer. Isto vai ser até ao final. Há equipas que pensam que já estão tranquilas, mas eu acredito que as coisas ainda vão mudar.”

 

Ficha de jogo

Local: Estádio Manuel Moreira, em Rebordosa

Árbitro: Pedro Barbosa

 Rebordosa: Ricka; Rui Miguel; Xandão; Vieira; Ricky; Ratinho; Sousa (Ricardo Teixeira, 71’); Paulo Oliveira (Hugo Alves, 46’); Teixeira (Edu Santos, 71’); Migas (Sane, 76’); Sérgio Cardoso (Edu Leal, 87’)

Treinador: Tonanha

 Nun’Álvares: Postiga; João Teixeira; Teixeira; João Pinto; André Soares; Miranda (Paulão, 77’); David (Mateus, 75’); Almeida; Paiva (Apolónio, 75’); Tozé; Guedes (Tiago Graça, 46’)

Treinador: José Manuel

 Ao intervalo: 1 – 0

Marcadores: Sérgio Cardoso (2’); Hugo Alves (70’); Edu Santos (78’)

Share This: