Rally de Portugal voltou à estrada

Publicado em Publicado por: O Paredense
Prova termina em Fafe, no domingo, e vai juntar várias estrelas do Mundial de Ralis.

Prova termina em Fafe, no domingo, e vai juntar várias estrelas do Mundial de Ralis.

Arrancou, hoje de manhã, a edição do 50.º aniversário do Rally de Portugal. Pelo terceiro ano consecutivo o Vodafone Rally de Portugal vai ser disputado no norte do país. O ponto de partida volta a ser em Baltar, Paredes, esta quinta-feira, num derradeiro teste de pilotos e máquinas antes da cerimónia de partida em Guimarães.

Daqui os pilotos seguem para Lousada, que volta a receber a única Super Especial da prova, sendo o primeiro momento de competição dos pilotos WRC em Portugal.

23 pilotos portugueses em prova

Este ano o Rally de Portugal volta a contar para o Campeonato do Mundo de Ralis. 17 carros WRC vão participar na prova, batendo o recorde nesta temporada do mundial. A Toyota vai alinhar em Portugal com três carros. Esapekka Lappi e Juho Harrineu juntam-se a Jari-Matti Latvala, vencedor do Rali da Suécia.

Com a Citroen alinham Kris Meeke (vencedor da edição do ano passado), Craig Breen, Stéphane Lefebvre e Khalid Al Qassimi. Pela Ford, cuja representação é atribuída à M-Sport, alinham outras tantas estrelas, como o campeão do mundo de rali Sebastian Ogier, Ott Tanak, Elfyn Evans e Mads Ostberg. Com a Huyndai chegam Thierry Neuville, Hayden Paddon e Dani Sordo.

A estas estrelas do Mundial de Ralis juntam-se 23 pilotos portugueses que vão disputar a jornada obrigatória do Campeonato WRC2 no Rally de Portugal. Entre eles está Miguel Campos (Skoda Fabia R5), o melhor piloto português na edição de 2016 da prova, mas também Miguel Barbosa (quarto no nacional), Pedro Meireles (quinto no campeonato) e Elias Barros (Ford Fiesta R5).

Leia a notícia completa na edição em papel de 18 de maio de 2017 ou subscreva a edição online.

Share This: