PSD quer debater resgate da concessão em Assembleia Municipal extraordinária

Publicado em Publicado por: O Paredense

Oseleitos do PSD na Assembleia Municipal de Paredes apresentaram um requerimento para convocar uma sessão extraordinária para debater a recomendação do executivo e a resolução unilateral do contrato de concessão dos sistemas de abastecimento de água e saneamento celebrado com a Be water e o consequente pedido de indemnização.

Em reunião de câmara os vereadores do partido já tinham votado contra o resgate, defendendo que a câmara devia optar pela resolução do contrato por justa causa por incumprimento da concessionária.

No requerimento entregue na assembleia municipal, os deputados do PSD dizem que “a população de Paredes irá perder mais de 50 milhões de euros com o resgate, em detrimento da rescisão de contrato, com justa causa, com a empresa, que tanto lesou os paredenses”.

No decorrer da reunião, realizada sexta-feira, 25 setembro, o deputado Manuel Gomes, defendeu que “é uma questão de fundo, que tem de ser pensada a longo prazo” e que não pode ficar circunscrita aos períodos antes da ordem do dia. O pedido está feito e todas as considerações que tenhamos que fazer relativamente a esta situação serão feitas na assembleia municipal extraordinária”, declarou.

No final da sessão, Batista Pereira, presidente da Assembleia Municipal, garantiu que o partido será, entretanto, informado sobre o andamento da questão.

O resgate da concessão foi, de resto, o tema que mais atenções centrou durante a sessão ordinária que durou mais de três horas. Das bancadas do PS e da CDU saíram elogios à decisão do executivo municipal de resgatar a concessão.

A notícia completa na edição em papel de 1 de outubro de 2020 ou na edição online.

Share This: