PSD concorda com fim da concessão, mas defende rescisão do contrato por justa causa

Publicado em Publicado por: O Paredense

O resgate de concessão dos sistemas de abastecimento de água e saneamento do concelho de Paredes, explorados desde 2001 pela Bewater, Águas de Paredes foi aprovado na passada segunda-feira, 14 de setembro, em reunião de câmara, apenas com os votos favoráveis do PS. O PSD votou contra a proposta por entender que o caminho mais adequado não seria o resgate, mas sim a rescisão do contrato por justa causa.

“Estamos convictos que a Bewater não cumpriu com o contrato de investimento e prejudicou os paredenses de diversas formas, mas estamos em crer que este não é o caminho mais adequado. Se há uma violação clara por parte da Bewater propomos que não se faça um resgate da concessão, mas uma rescisão do contrato por justa causa”, afirmou Rui Moutinho.

O PSD não concorda que seja dada “uma vantagem” de quase 23 milhões de euros à concessionária por não ter cumprido com o contrato.

A proposta de resgate da concessão foi, mesmo assim, aprovada com os votos do PS, tendo agora a Bewater 10 dias para se pronunciar.

A notícia completa na edição em papel de 17 de setembro de 2020 ou na edição online.

Share This: