“Pior era impossível” diz o CDS-PP sobre os dois anos de gestão socialista

Publicado em Publicado por: O Paredense

Pior era impossível.  É com estas palavras que o CDS/Paredes classifica a gestão do PS na câmara de Paredes. Em conferência de imprensa, realizada na passada quarta-feira, dia 30 outubro, o presidente da Comissão Política do CDS-PP, José Miguel Garcez, disse que este é o “executivo do sim, não talvez, antes pelo contrário”, que tem “um presidente de meias tintas”.

Entre outras acusações, o líder do CDS-PP diz que a única coisa que o executivo fez nestes dois anos foi posar para milhares de fotografias, “a fazer de conta que a câmara estava bem” e que “o presidente não sabe o rumo que deve dar ao concelho de Paredes”.

“O PS ainda não deu conta de que a campanha eleitoral já acabou há 2 nos e, por isso, continua a fazer promessas para nos tentar fazer esquecer que não fez nada do que prometeu”, acusou José Miguel Garcez.

A notícia completa na edição em papel de 31 de outubro de 2019 ou na edição online.

Share This: