Patinagem artística na Sobreira dá os primeiros passos

Publicado em Publicado por: O Paredense

Texto de Cristina Borges.

A secção de Patinagem Artística nasceu na Casa do Povo da Sobreira, em outubro de 2017.

A requalificação do pavilhão juntamente com o mediatismo, da altura, da série “Soy Luna”, foram o “mote para o arranque” de uma nova modalidade num pavilhão remodelado.

Com uma oferta desportiva escassa na zona sul do concelho, pouco tempo bastou para os responsáveis perceberem que esta seria “uma aposta ganha”.

Dois anos depois, são 48 as atletas que representam a patinagem artística da Casa do Povo da Sobreira. Divididas em três turmas devidamente identificadas nos seus níveis de desenvolvimento e objetivos definidos, entre os 4 e os 14 anos, 47 são raparigas e apenas um atleta é do sexo masculino.

As mais-valias da modalidade

A patinagem artística é um desporto com pouco grau de mediatismo, apesar do seu franco crescimento, enquanto modalidade de alta competição implica técnica, interpretação e representação, exigindo uma performance elevada dos atletas, com treinos rigorosos e intensos. Embora seja um desporto individual, exige elevados níveis de concentração e abrange outras áreas como o teatro e a dança.

A reportagem completa na edição em papel de 9 de janeiro de 2020 ou na edição online.

Share This: