Paredes e a Primeira República: As «Novas Instituições»: Administração do Concelho

Publicado em Publicado por: O Paredense
António Augusto Gonçalves de Carvalho

António Augusto Gonçalves de Carvalho

«Para além da questão dos deveres que a lei estritamente lhes incumbia, os administradores desempenharam também um papel político e ideológico de não menor monta. Muito embora pareça verificar-se escassa incidência da análise historiográfica sobre este aspecto muito particular, determinados factos respeitantes ao concelho de Paredes talvez possam contribuir para reforçar algumas conclusões a esse respeito.»

De acordo com o primeiro Código Administrativo (1878) adoptado pela República, ao nível dos distritos e logo abaixo do Governo, a hierarquia de «magistrados e empregados administrativos» compunha-se decrescentemente da seguinte forma: governador civil e empregados do Governo Civil (art.º 180-195), administrador do concelho e empregados da Administração do Concelho (art.º 196-220) e, por fim, regedores de paróquia e seus empregados (art.º 221-230).

Texto escrito por Ivo Rafael Silva

Leia o artigo completo na edição em papel de 25 de janeiro de 2018 ou subscreva a edição online.

Share This: