Padre Arlindo Rafael: “Sairemos desta situação mais fortes e mais purificados”

Publicado em Publicado por: O Paredense

Arlindo Rafael da Silva Teixeira chegou há pouco mais de um ano à Paróquia de Castelões de Cepeda e Madalena, depois de ter sido nomeado pela Diocese do Porto para substituir o agora Bispo Auxiliar, Vitorino Soares. Em entrevista ao Paredense, o padre natural do Marco de Canaveses faz o balanço deste primeiro ano de trabalho na paróquia e fala da situação que o país atravessa e dos desafios que trouxe à igreja.

Está na paróquia de Castelões de Cepeda e Madalena há pouco mais de um ano. Que balanço faz deste primeiro ano de trabalho? Qual foi o maior desafio?

O nosso mundo ‘competitivo’ habituou-nos a fazer ‘balanços’. E é bom que assim seja. Porque os ‘balanços’ ajudam-nos a evoluir. Eles fazem-nos compreender o que devemos corrigir e fazem-nos apostar e reforçar em tudo o que de bom conseguimos fazer.

Na Igreja também não fugimos aos ‘balanços’ mesmo sabendo que, tudo aquilo que fazemos, não é nosso nem somos nós que o fazemos. A Igreja tem o privilégio de ser guiada pelo Espírito Santo. Por isso, o ‘balanço’ pode estar ‘inflacionado’ com esta ajuda preciosa.

Mas, este foi um ano atípico. Foi um ano que desafiou a nossa criatividade. Foi um ano que nos obrigou a desinstalar de tudo o que era tradição. Foi um ano que modificou a nossa maneira de ser Igreja, sem nunca perdermos a fé.

A entrevista completa na edição em papel de 12 de novembro de 2020 ou na edição online.

Share This: