Ministro apontou bombeiros de Baltar como exemplo

Publicado em Publicado por: O Paredense

O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, inaugurou, no passado domingo, dia 25 de novembro, as obras de remodelação e ampliação do quartel dos bombeiros voluntários de Baltar.

Uma obra orçada em 820 mil euros, sendo que 565 mil foram apoiados pelo Governo, através de uma candidatura no âmbito do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Os bombeiros de Baltar passam, assim, a contar com um quartel dotado de novas camaratas e vestiários masculinos e femininos, uma zona de comando e gestão de operações, uma zona de higienização e eficiência energética e um espaço polivalente. As obras permitiram ainda retirar o amianto e substituir as coberturas do quartel.

Eduardo Cabrita mostrou-se satisfeito por visitar o município Paredes, “um dos mais jovens municípios portugueses e um dos símbolos da dinâmica económica portuguesa, pela sua capacidade exportadora e de gerar emprego”, e em que os seus bombeiros voluntários representam “o melhor da tradição portuguesa assente no voluntariado”. “Os bombeiros são a coluna vertebral do nosso sistema de Proteção Civil”.

Em dia de aniversário, foram feitas várias condecorações e homenagens, incluindo ao presidente da associação humanitária, apontado como o principal responsável pelas obras no quartel.

 

Obras nos outros quarteis “também são urgentes”

 

O presidente da câmara de Paredes, Alexandre Almeida, aproveitou a presença do Ministro em Baltar para pedir mais apoios do Governo de forma a responder a uma nova realidade.

“No concelho de Paredes já mais de 30% dos elementos dos corpos de bombeiros das cinco corporações são mulheres e não podemos ficar alheios a esta realidade. Por isso também são necessárias remodelações urgentes nos outros quatro quarteis do concelho, adequando a camaratas, balneários e vestiários a esta nova realidade”, frisou o autarca, garantindo que as necessidades estão devidamente assinaladas pelas corporações.

 

Leia a reportagem completa na edição em papel de 29 de novembro de 2018 ou subscreva a edição online.

Share This: