Juvenal Brandão: “Propomo-nos a ir para todos os jogos com a ambição de ganhar”

Publicado em Publicado por: O Paredense
Juvenal Brandão acredita que o seu plantel tem qualidade para chegar longe.

Juvenal Brandão acredita que o seu plantel tem qualidade para chegar longe.

Pela terceira época consecutiva Juvenal Brandão orienta a equipa  sénior do Aliados Futebol Clube de Lordelo, com a ambição de  consolidar um projeto pretendido pelo clube de alguns anos para  cá. A competir atualmente na série B da Divisão de Elite da AF  Porto, o Aliados de Lordelo soma 4 vitórias e 2 derrotas nas  primeiras seis jornadas, ocupando o 4.º lugar do campeonato, com  12 pontos.

Em entrevista ao jornal O PAREDENSE Juvenal Brandão faz o  balanço dos primeiros jogos do Aliados de Lordelo e traça objetivos  para o resto da época. Com um plantel curto, mas de grande  qualidade, a certeza é de que o Aliados de Lordelo vai entrar em  cada jogo para conquistar pontos, tentando ir o mais longe possível.

 Na época passada o Aliados de Lordelo terminou o  campeonato na 6.ª posição. Considera o resultado  positivo?

O resultado ficou acima das expectativas. O objetivo que nos foi  pedido foi a manutenção. Não ficamos propriamente satisfeitos por  lutar apenas pela manutenção, fomos para todos os jogos com o objetivo de os vencer e por isso o 6.º lugar representa uma época tranquila, perfeitamente dentro dos objetivos que fomos propostos. Sabemos que podíamos ter conseguido mais alguns pontos, mas na globalidade o resultado final ficou dentro dos objetivos.

E em relação a esta época, qual é a meta a atingir?

Temos uma equipa mais competitiva, no entanto o plantel é mais muito curto, de apenas 17 jogadores de campo. Temos poucas opções, mas propomo-nos a ir para todos os jogos com a ambição de ganhar. Essa é a nossa forma de estar.

Sabemos que para uma época longa como a nossa o plantel que temos não é o ideal, mas acreditamos que vai ser possível disputar todos os jogos, em qualquer lado e com qualquer adversário, para os ganhar. No final fazemos as contas.

Leia a entrevista completa na edição em papel de 20 de outubro de 2016 ou subscreva a edição online.

Share This: