Juniores do Nun’Álvares festejam subida de divisão

Publicado em Publicado por: O Paredense

Texto escrito por Cristina Borges.

Os juniores do Nun’Álvares deslocaram-se ao Marco de Canaveses com o objetivo de vencerem o Tuías e assim cimentarem a segunda posição, que lhes permitia subir de divisão e disputar a próxima fase do campeonato.

Depois de uma goleada na primeira volta do play-off, os recaredenses queriam manter o bom registo e conquistar os três pontos. Fortemente apoiados por adeptos do clube, os comandados de António Coelho entraram muito fortes na partida e, aos 2 minutos, já venciam por 0 – 1.

Os acontecimentos pareciam favoráveis para a turma de Recarei, mas o Tuías mostrou que “tinha uma palavra a dizer” e chegou ao empate com um remate fora de área.

Depois da igualdade, o Nun’Álvares tentou superiorizar-se e estabilizar o encontro “a seu favor” e foi com naturalidade que chegou ao 1 – 2. Logo, a seguir os visitantes aumentaram a vantagem para 1 – 3, resultado que se manteve até ao intervalo.

A abrir a segunda parte, os recaredenses podiam ter chegado ao 1 – 4 mas desperdiçaram, por duas vezes, a oportunidade. E como quem não marca sofre, o Tuías aproveitou o “facilitismo” e voltou a encurtar a distância no marcador, fazendo o 2 – 3. O Nun’Álvares “não se deixou ficar” e respondeu, rapidamente, com o quarto e quinto golo. A partir daí, o jogo teve apenas um sentido com o emblema do concelho paredense a mostrar supremacia e a estabelecer o resultado final em 2 – 7.

Com a vitória, o Nun’Álvares terminou a fase de subida em 2º lugar, com 18 pontos, e esperar para saber se vai disputar o título de campeão distrital. Já, o Tuías fechou no último lugar do grupo, com quatro.


António Coelho: “Subida serve para realçar o clube e a sua formação de excelência”

No final do encontro, António Coelho admitia que a partida sobressaiu na emotividade: “Foi um jogo de muitas emoções, onde queríamos vencer para cimentar o segundo lugar e, consequentemente, a subida de divisão. O Tuías é uma equipa com uma identidade que já não se usa no futebol organizado, tem um jogo muito agressivo e pressionante. Na parte final, aplicou um registo muito físico, com entradas muito duras. Ainda assim, foi uma vitória justa, atingindo um lugar na classificação que espelha o que fizemos durante a época e a qualidade da nossa equipa.”

Sobre o play-off, o técnico recaredense realçou “a grande segunda volta que nós fizemos. Estivemos seis jogos consecutivos sem perder e isso deu-nos uma almofada pontual que nos permitiu chegar ao 2º lugar. A falta de experiência da minha equipa custou-nos pontos no início, mas conseguimos recuperar. Foi uma segunda fase de grande aprendizagem.”

Já, sobre a época do plantel, António Coelho salienta: “Estes jogadores são uns heróis, trabalham muito e merecem esta subida de divisão. É importante reduzir espaços entre os juniores e os seniores para serem competitivos e aproveitar formação para os seniores. Esta subida serve para realçar o clube e a sua formação de excelência e aproximá-la dos seniores.”

Share This: