Grandra-Freamunde: Jogo morno dita nulo

Publicado em Publicado por: O Paredense

Texto de Cristina Borges

O Aliança de Gandra recebeu o Freamunde, no jogo a contar para a 23.ª jornada da Divisão de Elite. Os gandarenses quiseram, mais uma vez, provar que o Complexo Desportivo da Cidade de Gandra não é “obstáculo” fácil de ultrapassar e impuseram um ritmo muito elevado durante os primeiros 30 minutos de jogo.

Aos 15 minutos, Álvaro podia mesmo ter inaugurado o marcador, mas a bola foi à trave. Do outro lado, os freamundenses começaram a reagir e, outro Álvaro esteve em destaque. Desta vez, do lado dos visitantes, com outro desperdício de cabeça, que saiu ao lado. Antes do intervalo, o Freamunde voltou a tentar o golo, valeu Brandão, que tirou a bola mesmo em cima da linha de golo.

Na segunda, as equipas arriscaram no ataque ofensivo e não se desistiram de mexer no marcador. Pilhas tentou na conversão de um livre, mas a pontaria não estava afinada. E, mesmo no final do encontro, a oportunidade do jogo saiu da cabeça de Brian, que cabeceou ao poste da baliza defendida por Brandão.

O Aliança de Gandra somou um ponto frente a uma das equipas dianteiras da Divisão de Elite e conta agora 32 pontos. Por sua vez, o Freamunde beneficiou das derrotas de Tirsense e Sousense e manteve assim a distância para os adversários diretos, somando agora 41 pontos.

Mário Rocha: “Estamos a fazer um excelente campeonato”

No fim do jogo, Mário Rocha analisou: “Do meu ponto de vista, o Freamunde tem o melhor plantel deste campeonato e, por isso, estávamos conscientes das dificuldades que íamos enfrentar. Acho que, ao intervalo, o marcador peca por escasso, no entanto, reconheço a quebra de ritmo na segunda parte. Ainda assim, considero que foi um excelente jogo de futebol.”

Sobre o resultado, o técnico gandarense considera “foi um resultado justo” e acrescenta ainda “mais uma vez, mostrámos que somos uma equipa forte e que estamos a fazer um excelente campeonato.”

Pedro Barroso: “Faltou-nos serenidade no jogo”

Do outro lado, Pedro Barroso apontou o que falhou para a sua equipa não ter conseguido sair de Gandra com a vitória: “Faltou-nos serenidade no jogo, essencialmente, na primeira parte. Entramos intranquilos e não conseguimos
concretizar. Apesar da superioridade que tivemos durante toda a segunda parte, não tivemos discernimento para finalizar, mas reconheço que tudo fizemos para o conseguir.”

Quanto aos resultados dos adversários, o técnico freamundense desvaloriza: “A nossa caminhada distingue-se por aquilo que nós conseguimos fazer e não por aquilo que os outros não conseguem fazer.”

Ficha de jogo
Local: Complexo Desportivo da Cidade de Gandra
Árbitro: António Alves

Gandra: Brandão; Edgar; Leo Bonfim; Marcelo; Pepe; Trigueira; Luís; Pilhas; Bruninho (Alex Carvalho, 20’/Careca 72’); Nani; Garba
Treinador: Mário Rocha

Freamunde: João Pinho; Óscar (Ricardo Costa, 85’); Preto; Luís Gonçalves (Debeas, 65’); Carlão; Leo (Tiago Leão, 85’); Ítalo (Anderson, 65’); Paulo Monteiro; Moura; Brian; Álvaro
Treinador: Pedro Barroso
Ao intervalo: 0 – 0

Share This: