Entrevista | José Manuel trouxe esperança a Recarei

Publicado em Publicado por: O Paredense

Texto escrito por Cristina Borges.

Chama-se José Manuel Alves Coelho, mas todos o conhecem por Zé Manel. Tem 52 anos e é natural de Paços de Ferreira e faz da consultadoria imobiliária a sua profissão. A par desta, ser treinador é outra paixão que alimenta. Já com um vasto percurso desportivo, com passagens pelo Monte Córdova, Sanfins, Raimonda, Sobrado, Leões de Seroa e Caíde Rei são as cores do Nun’Álvares que veste atualmente.

Chegou ao clube de Recarei no mês passado e desde então tem vindo a recuperar e encurtar distâncias para os adversários. Chegou a altura de conhecer José Manuel, o treinador do Sport Clube Nun’Álvares.

Assumiu o comando técnico do Nun’Álvares numa altura muito complicada. O que levou a assumir este cargo e quais foram as principais dificuldades?

As dificuldades são muitas, os jogadores estão desmotivados, alguns poderão não acreditar que é possível, o plantel tem alguns desequilíbrios e temos de encontrar as soluções no próprio grupo. No entanto, o meu trajeto e a minha experiência dão-me confiança para transmitir aos jogadores a tranquilidade que é precisa para ultrapassar este ciclo menos positivo e fazer-lhes sentir a qualidade e experiência que existe no plantel.

Alguns atletas fazem parte da história do Nun’Álvares, pelas subidas que o clube conseguiu até chegar à Divisão de Elite, e, quando lhes fazemos realçar todos estes pontos positivos, os atletas sentem a confiança de quem chega para os ajudar e as coisas podem ser ultrapassadas.

Desde a sua chegada conseguiram recuperar vários pontos. O que considera que a sua equipa técnica alterou neste plantel?

Começámos por lhes fazer acreditar na qualidade do grupo e na humildade que é preciso ter neste ciclo negativo. Incutimos-lhes que, só é possível ultrapassar isto, com muito trabalho. Procurámos melhorar os níveis físicos para estarmos mais capazes de discutir os jogos, olhos nos olhos, com os adversários. E, nas finais que vamos tendo pela frente, estarmos o mais tranquilos possível para podermos conquistar os 3 pontos.

 

Leia a entrevista completa na edição em papel de 21 de março de 2019 ou subscreva a edição online.

Share This: