“Entrei no campeonato para dar o meu melhor e consegui vencer na minha classe”

Publicado em Publicado por: O Paredense

Albano Mouta Júnior é um dos mais jovens talentos do Enduro português. Com 17 anos, o atleta natural de Lordelo, Paredes, sagrou-se Campeão Luso Galaico na classe juniores, o primeiro de muitos títulos que ambiciona conquistar nos próximos anos.

Em preparação para o Campeonato Nacional de Enduro que começa em março, o jovem lordelense confessa que gostava de seguir as pisadas do pai, Albano Mouta, e do irmão André Mouta, para chegar aos grandes títulos nacionais.

Esta vitória no Trofeu Luso Galaico 2018 – classe juniores – foi a tua primeira grande conquista como piloto?

Sim, foi muito importante para mim esta conquista, entrei no Campeonato com o objetivo de dar o meu melhor e consegui vencer a minha classe. Venci duas das quatro corridas.

Como te sentiste após a conquista do trofeu?

Senti uma enorme felicidade por ter conquistado este título! Foi o meu primeiro ano no Enduro e conseguir conquistar o meu grande objetivo é inexplicável…

Com que idade te iniciaste nas provas de enduro?

Iniciei-me nas provas de Enduro no ano passado, mas já ando de mota desde os catorze anos. Desde que o meu pai me ofereceu uma mota mais competitiva, em março de 2018, é que eu comecei a andar com mais frequência e a treinar para fazer as provas de Enduro.

 

Leia a entrevista completa na edição em papel de 7 de fevereiro de 2019 ou subscreva a edição online.

 

Share This: