COVID-19 deixou os idosos ainda mais isolados

Publicado em Publicado por: O Paredense

Os centros de dia continuam fechados e sem data para abrir, deixando muitos idosos que já viviam sozinhos ainda mais isolados. Alguns recebem apenas a visita das auxiliares do centro de dia que lhes levam as refeições e passam a maior parte do dia sozinhos em casa.

Para os profissionais que estão no terreno a realidade é preocupante, sobretudo para os utentes mais autónomos e capazes que sentem falta das atividades e do convívio.

“Temos famílias que dizem que os utentes já começam a ficar mais limitados não só a nível físico, mas também cognitivo devido ao isolamento. Sobretudo os mais autónomos e que acabam por ficar mais dependentes”, sublinha Mónica Santos, diretora técnica da Associação para o Desenvolvimento Integral de Lordelo.

O centro de dia da ADIL acolhe 25 utentes, mas desde março que a instituição está a assegurar a estes idosos o apoio domiciliário. Além das refeições, ajudam na higiene e preparam a medicação para que os utentes possam tomar sozinhos em casa mesmo nos períodos em que não têm qualquer vigilância.

A reportagem completa na edição em papel de 23 de julho de 2020 ou na edição online.

Share This: