Coronavírus parou o “desporto rei”

Publicado em Publicado por: O Paredense

Texto escrito por Cristina Borges.

O Coronavírus chegou ao futebol. A pandemia, declarada pela Organização Mundial de Saúde, parou o “desporto rei”. Treinos e jogos foram cancelados de forma a impedir a propagação do vírus.

Por cá, no passado dia 10 de março, a Associação de Futebol do Porto suspendeu todas as competições até ao dia 23 de março. A medida abrangeu todas as equipas de futebol e futsal femininas e masculinas, incluindo a dos concelhos do Vale de Sousa.

Paredes, Lousada, Paços de Ferreira, Penafiel, Felgueiras e Castelo de Paiva viram treinos e jogos cancelados. A exceção prendia-se apenas com os emblemas que militam no Campeonato de Portugal, I e II Liga, que mantinham os seus jogos à porta fechada.

Contudo, a propagação de um vírus, ainda pouco conhecido, começou a ser de tal ordem que, dois dias depois, a Federação Portuguesa de Futebol alterou a medida e decretou a suspensão de todas as competições nacionais de futebol e futsal.

No concelho de Paredes, as diferentes equipas do Campeonato de Portugal, Divisão Elite, Divisão Honra, 1ª e 2ª Divisão Distrital começaram por adaptar as medidas às equipas de formação, contudo, rapidamente as alargaram a todos os escalões do clube. As equipas seniores de todos os emblemas paredenses têm os seus trabalhos paralisados e recintos desportivos totalmente encerrados.

Para já, o “desporto rei está adormecido” e não se saberá até quando. As medidas de prevenção são cada vez mais rígidas e há até jogadores infetados pelo Coronavírus em diferentes campeonatos dos diversos continentes.

Por todo mundo, e em virtude do alcance mundial do surto, os campeonatos de futebol e restantes modalidades também têm sido suspensos por tempo indeterminado. Está, inclusive, agendada uma reunião da UEFA, por videoconferência, entre as 55 federações a fim de debater a resposta do futebol à pandemia da Covid-19 e analisar a organização do Euro 2020, cujo início está agendado para 12 de junho, em Roma. Em cima da mesa, estará também a possibilidade de adiamento dos Jogos Olímpicos, cuja realização está prevista para 24 de julho, em Tóquio, Japão.

Muito se tem falado e escrito sobre a retoma dos campeonatos dos diferentes países do mundo e atribuição dos diversos títulos. Decisão que só deverá ser tomada num período mais longínquo.


AF Porto distribui 200 mil euros

Os clubes que militam nas competições da Associação de Futebol do Porto vão receber um apoio por parte da instituição. A maior associação de futebol do país reuniu no passado sábado e anunciou que vai disponibilizar 200 mil euros para ajudar os clubes nesta fase de pandemia de Covid-19.

Em comunicado, a AF Porto esclareceu que “a epidemia de COVID-19 tem atingido de forma especial a prática do futebol, com inerente paralisação das atividades e competições desportivas e o impacto que tal situação tem tido nos nossos associados, que se debatem, em muitos casos, com intensas dificuldades financeiras”.

Apesar deste apoio, o jornal O Paredense sabe que foi pedida, por parte de alguns clubes da Divisão Elite, uma reunião de emergência com a associação. O pedido tem como objetivo esclarecer as compensações necessárias, caso a interrupção das competições se mantenha. O grupo dos clubes que assinou a petição, nomeadamente, o Aliados de Lordelo pretende ver salvaguardados os encargos financeiros suportados durante esta paragem.

A Associação de Futebol de Porto foi a primeira instituição, ligada ao desporto, a implementar esta medida de apoio aos seus associados.

As eleições para eleger os novos órgãos sociais da Associação estão marcadas para o dia 2 de abril e, para já, não houve nenhuma comunicação sobre se o processo eleitoral irá ou não manter-se.

Share This: