CDS propôs adesão ao IMI Familiar. Câmara diz que já aplica a medida

Publicado em Publicado por: O Paredense
deputada CDS, Ana Raquel Coelho

Deputada do CDS, Ana Raquel Coelho

A redução do IMI para as famílias do concelho em função do número de filhos, foi o objetivo da moção apresentada pelo CDS-PP na última assembleia municipal. O documento, que não chegou a ser aceite para discussão, recomenda a dedução fixa de 20 euros para os agregados familiares com um dependente, de 40 euros para os agregados com dois dependentes e de 70 euros para famílias com três ou mais dependentes.

“É uma medida facilitadora para os munícipes deste concelho que pagam impostos tão elevados, tornando o concelho mais atrativo”, defendeu a deputada Ana Raquel Coelho.

A Assembleia Municipal acabou por chumbar a admissão do documento para discussão, com 23 votos contra e 19 a favor.

“Aquilo que vocês estão a propor já existe na câmara de Paredes”, disse em resposta o presidente Alexandre Almeida, garantindo que o IMI familiar está a ser aplicado de acordo com o previsto no Orçamento Municipal para 2019 e será para manter, também, no próximo ano.

A notícia completa na edição em papel de 3 de outubro de 2019 ou na edição online.

Share This: