Juniores: Campeão e Vice-Campeão deixam bons indicadores

Publicado em Publicado por: O Paredense

Texto escrito por Cristina Borges.

Na véspera do dérbi concelhio entre Rebordosa e Nun’Álvares entre as equipas seniores, foram os mais pequenos os primeiros a entrar em campo. O Nun’Álvares recebeu o Rebordosa no último jogo da 1.ª fase de acesso à fase de subida, no escalão de juniores, e venceu por 1 – 0.

Os atletas, no escalão dos sub-19, deram o exemplo e protagonizaram uma partida de futebol pautada pela qualidade e entrega.

Já com o título de campeão assegurado, o Rebordosa entrou mais forte e dominou durante a primeira meia hora de jogo. A equipa de Tiago Leal criou várias oportunidades de golo, mas não mostrou pontaria afinada na hora de concretizar.

Nos últimos 15 minutos da primeira parte, o conjunto de António Coelho conseguiu entrosar-se e ainda ameaçou a baliza rebordosense, mas também, sem conseguir faturar.

No segundo tempo, o jogo manteve-se equilibrado com oportunidades e desperdícios para ambos os lados. Mas, como diz o ditado “A crença está na base da conquista”, o Nun’Álvares provou que nunca deixou de acreditar e conquistou a vitória no último lance do encontro.

O Rebordosa terminou assim a 1.ª fase no 1.º lugar com 51 pontos seguido de Nun’Álvares com 48. As duas equipas deixaram provas da qualidade dos seus plantéis e fizeram antever que têm armas para conquistar a subida de divisão de série, fase que começará a ser disputada dentro de duas semanas.

 

 António Coelho: “O acreditar até ao fim deu-nos a vitória”

No final do jogo, António Coelho estava visivelmente satisfeito com a prestação da sua equipa: “Foi um jogo entre duas grandes equipas, muito equilibradas e com muita qualidade. Não entrámos bem na partida, fruto da nossa inexperiência, já que temos jogadores muito jovens na equipa, e que ainda estão a ser trabalhados para este tipo de jogos que requerem mais experiência. No entanto, temos um grupo fantástico, que acreditou até ao fim, e foi esse acreditar que nos deu a vitória.”

O treinador não escondia o orgulho no plantel que orienta: “Isto é um trabalho de uma época e eles têm de aproveitar e jogar com prazer. Estou muito feliz pelos meus jogadores, porque eles merecem muito disputar a próxima fase. Eles são os meus heróis e estão de parabéns.”

Apesar da vitória, o Nun’Álvares terminou a 1.ª fase no 2.º lugar e António Coelho aponta as razões: “Esta acabou por ser uma vitória amarga, porque podíamos ter estado hoje a discutir o campeão da série, mas não o fizemos, porque na semana passada, impediram-nos de o fazer. O jogo anterior deixou os meus jogadores muito abalados e é importante saber que estes miúdos fazem muitos sacrifícios para conseguirem treinar 3 vezes por semana e não mereciam isso.”

 

Tiago Leal: “Estou muito feliz por este título”

Para Tiago Leal: “Foi um grande jogo entre os dois primeiros classificados e duas equipas que lutaram até ao final para vencerem o campeonato. Foi um jogo para a minha equipa evoluir e para preparar a próxima fase. Nós vínhamos com intenção de ganhar, mas a derrota não me entristece e fico contente, que duas equipas do concelho, tenham oportunidade de disputar a próxima fase.”

Apesar da derrota, o título de campeão estava já entregue ao Rebordosa e o técnico não esconde o orgulho da conquista: “É um título que é fruto do nosso trabalho e é um prémio para eles. Estou muito contente por termos conseguido conquistar este objetivo. Nós somos meros treinadores que trabalhamos para que eles cada vez sejam melhores e alcancem outros voos.”

Para a próxima fase, Tiago Leal promete: “O Nun’Álvares venceu este jogo, mas isto só nos fez crescer e ter vontade de trabalhar mais para conquistar o principal objetivo, que é a conseguir a subida de divisão.”

Share This: