Câmara liberta-se do PAEL e inicia recuperação financeira

Publicado em Publicado por: O Paredense
As próximas etapas da recuperação financeira passam por desbloquear o acesso aos fundos comunitários e cortar nas despesas e "gorduras" do município

As próximas etapas da recuperação financeira passam por desbloquear o acesso aos fundos comunitários e cortar nas despesas e “gorduras” do município

O presidente da câmara municipal de Paredes, Alexandre Almeida, concluiu esta semana com êxito a primeira tarefa de recuperação financeira do município, conseguindo a aprovação de um novo financiamento a longo prazo, no valor de 29 milhões de euros, que vai permitir a liquidação do empréstimo contraído junto da Direção Geral do Tesouro e Finanças ao abrigo do Plano de Apoio à Economia Local (PAEL).

Com esta operação financeira a câmara de Paredes garante estar em condições de começar a reduzir a taxa de IMI aplicada aos paredenses em 2019. “Até agora, e ao abrigo do PAEL, a câmara de Paredes, por causa do endividamento excessivo herdado da anterior gestão municipal, estava impedida pela Inspeção Geral de Finanças (IGF) de reduzir a taxa de IMI. Mas a partir deste momento já o pode fazer em 2019”, lê-se na nota de imprensa do município.

Com este novo empréstimo de longo prazo, a amortizar em 20 anos, com uma taxa de juro inferior às anteriores, a câmara de Paredes além de se libertar dos condicionalismos do PAEL, vai conseguir uma poupança anual no valor das prestações dos empréstimos que paga à banca, na ordem dos 1,3 milhões de euros.

 

Leia a notícia completa na edição em papel de 22 de março de 2018 ou subscreva a edição online.

Share This: