Câmara de Paredes entregou duas novas viaturas à GNR

Publicado em Publicado por: O Paredense

A câmara municipal de Paredes entregou hoje duas novas viaturas aos Postos Territoriais de Lordelo e de Paredes da Guarda Nacional Republicana (GNR), um apoio que tem em vista o reforço do policiamento de proximidade.

O protocolo de doação das duas viaturas foi assinado no salão nobre da autarquia ao início da tarde pelo presidente da câmara municipal de Paredes, Alexandre Almeida, e pelo Comandante do Comando Territorial do Porto, coronel Jorge Ludovico Bolas.

Para o presidente da câmara de Paredes, Alexandre Almeida, este apoio vai permitir melhorar os recursos da GNR e aumentar a segurança no concelho de Paredes, nomeadamente por via do programa “Escola Segura”, mas também no acompanhamento de outras situações.

“Temos 14 centros escolares, mais de 10 jardins infantis e temos o polo universitário da CESPU que tem sido um sucesso a captar estudantes não residentes. Há situações e incidentes que depois acontecem e se pudermos contribuir para reforçar o policiamento nestas zonas melhor”, frisou o autarca, comprometendo-se a aumentar este apoio assim que a situação financeira da câmara melhore.

Alexandre Almeida elogiou ainda a postura do Grupo JAP, que ofereceu uma das viaturas, e sublinhou que apesar de esta ser uma obrigação do Estado as autarquias também devem fazer um esforço para colaborar, de alguma forma, no incremento da segurança dos seus territórios.

Durante a cerimónia, o Comandante do Comando Territorial do Porto elogiou a opção da câmara de Paredes ao “oferecer duas viaturas relevantes para o policiamento de proximidade e para estarem perto das escolas”.

“Estas parcerias são sempre úteis e bem-vindas e permitem trazer-nos um conjunto de recursos que nos ajudam a trazer a segurança às pessoas”, frisou o coronel Jorge Ludovico Bolas, assumindo que os problemas da GNR no distrito do Porto estão em consonância com o volume de pessoas e, pese embora, os recursos não tenham aumentado há uma evolução favorável da criminalidade por força do empenho dos militares.

O coronel Jorge Ludovico Bolas disse ainda esperar que no próximo ano seja possível atenuar as dificuldades que existem atualmente e que são transversais à administração pública.

Share This: