Câmara aprova apoio extraordinário às IPSS’s do concelho

Publicado em Publicado por: O Paredense

A câmara municipal de Paredes aprovou, esta sexta-feira, o prolongamento de um subsídio extraordinário de 23 mil euros às Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho de Paredes para fazerem face ao aumento das despesas por causa da pandemia.

Na reunião do executivo, realizada esta manhã por videoconferência, o presidente da câmara de Paredes explicou que este apoio já tinha sido atribuído no início da pandemia.

“Para fazer face a todas as medidas de contingência as instituições tiveram de contratar mais pessoas e tiveram um custo acrescido na aquisição de equipamentos de proteção individual e de limpeza”, frisou Alexandre Almeida, defendendo que o encerramento dos centros de dia também trouxe mais despesas às instituições que passaram a assegurar o apoio aos utentes nos seus domicílios.

“Tudo isso é um acréscimo muito grande de custos face ao que seria numa situação normal daí termos decidido que no mês de novembro e dezembro seria atribuído um subsídio especial”, rematou.

As instituições abrangidas são: Associação de Apoio à Terceira Idade de S. Miguel de Beire, Associação para o Desenvolvimento de Rebordosa (ADR), Associação para o Desenvolvimento Integral de Lordelo (ADIL), Associação para Desenvolvimento Integral da Sobreira (APDIS), Centro Social de Cete, Centro Social e Paroquial de Vilela, Centro Social e Paroquial de Baltar, Centro Social e Paroquial de Recarei, S. Pedro Centro Social da Sobreira, Centro Social e Paroquial S. Miguel de Gandra, Centro Socioeducativo de Parteira, Obra de Assistência Social de Sobrosa, Santa Casa da Misericórdia de Paredes, Associação Social e Cultural de Louredo, Casa do Povo de Bitarães, Casa Amiga, Associação Novo Cântico, Associação Ser Social e Casa do Gaiato.

Share This: