Autarcas da região pedem apoio do Governo para a linha férrea do Vale do Sousa

Publicado em Publicado por: O Paredense
Os autarcas mostraram-se convictos dos benefícios que esta nova linha ferroviária traria para o território

Os autarcas estão convictos dos benefícios que esta nova linha ferroviária traria para o território

Os autarcas de cinco municípios da região pretendem que o Governo apoie a construção da nova linha férrea do Vale do Sousa, projeto que consideram ser fundamental para promover a coesão social e económica do território mais jovem do país.

Os presidentes das câmaras de Valongo, Paredes, Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras, consideram que esta nova linha ferroviária vai também reforçar a competitividade do território e combater as assimetrias existentes em termos de mobilidade com a Área Metropolitana do Porto.

O repto foi lançado pelos autarcas no decurso de uma conferência sobre mobilidade, realizada na passada segunda-feira, em Rebordosa, Paredes, que contou com a participação de vários especialistas nacionais e internacionais e a presença do secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme D’Oliveira Martins.

Governo promete um estudo aprofundado

Guilherme D' Oliveira Martins

Guilherme D’ Oliveira Martins

Na sessão que decorreu no auditório d’A Celer, foi apresentado um estudo preliminar para a construção de uma linha de caminho-de-ferro no Vale do Sousa, com cerca de 36 quilómetros de extensão e que deverá abranger os concelhos de Valongo, Paredes, Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras.

 O secretário de Estado das Infraestruturas garantiu, em Paredes, que o projeto vai ser aprofundado no decurso do Plano Nacional de Investimentos 2030. “Posso aqui dizer que será devidamente aprofundado este projeto da linha do Vale do Sousa, no decurso do PNI 2030, na componente de estudos, em articulação com a Infraestruturas de Portuga (IP) e as câmaras municipais envolvida no projeto”, afirmou Guilherme D’Oliveira Martins.

 

Leia o artigo completo na edição em papel de 13 de dezembro de 2018 ou subscreva a edição online.

Share This: