Aprovado empréstimo de 29 milhões para liquidar antecipadamente outros empréstimos

Publicado em Publicado por: O Paredense
Empréstimo de médio-longo prazo vai permitir poupar cerca de 1 milhão de euros nos juros e aliviar os encargos anuais com a dívida

Empréstimo de médio-longo prazo vai permitir poupar cerca de 1 milhão de euros nos juros e aliviar os encargos anuais com a dívida

O executivo da câmara municipal de Paredes aprovou, na última quinta-feira, a contração de um empréstimo de médio e longo prazo, no valor de 29 milhões de euros, para aplicar na liquidação antecipada de outros empréstimos já contraídos.

A proposta foi aprovada com os votos favoráveis do PS e a abstenção do PSD.

A autarquia pretende usar de uma prerrogativa prevista no artigo 81 do Orçamento de Estado de 2017, que permite às autarquias substituir os financiamentos de médio e longo por outros empréstimos de igual valor, que ofereçam taxas de juros mais reduzidas e permitam aumentar os prazos de pagamento até ao limite de 20 anos.

“O objetivo desta substituição de dívida é defender os interesses do município”, assegurou Alexandre Almeida, explicando que a câmara espera poupar cerca de 1 milhão de euros em taxas de juro e aliviar os encargos anuais com o serviço da dívida em cerca de 1,5 milhões de euros.

Atualmente, a câmara de Paredes tem três empréstimos junto da banca, com um prazo máximo de 14 anos e que totalizam cerca de 29 milhões de euros. Segundo Alexandre Almeida, na situação atual, os três empréstimos de 29 milhões de euros iam custar à autarquia mais de 32,4 milhões de euros, incluindo os juros. Com a nova proposta, a câmara deverá pagar no máximo 31,4 milhões de euros, garantindo uma poupança de 1 milhão de euros para os cofres do município.

Além disso, a alteração vai permitir aliviar em 1,5 milhões de euros os encargos anuais com o serviço de dívida (custos em amortização de capital e juros), que atualmente custam à câmara, em média 2,9 milhões de euros por ano.

 

Leia a notícia completa na edição em papel de 16 de novembro de 2017 ou subscreva a edição online.

Share This: