Aprovada recomendação do CDS para adesão à tarifa social da água

Publicado em Publicado por: O Paredense
O CDS garante que há 500 famílias em Paredes que podem beneficiar deste apoio.

O CDS garante que há 500 famílias em Paredes que podem beneficiar deste apoio.

O CDS apresentou na última assembleia municipal uma recomendação para que a câmara de Paredes adira à tarifa social da água. A proposta foi aprovada pelas bancadas do PSD, CDS e CDU e a abstenção do PS.

No documento, o CDS lembra que o recente decreto-lei n.º 147/2017, de 5 de dezembro, estabelece o regime de atribuição de tarifa social para a prestação dos serviços de águas e concretiza uma medida inscrita no Orçamento de Estado de 2017.

A adesão é feita pelos municípios de forma voluntária, sob proposta da câmara à assembleia municipal, podendo criar a tarifa social da água, com redução de preço ou isenções no tarifário de água ou de saneamento, tendo em conta as pessoas que se encontrem numa situação de carência económica.

Negociações com a Be Water fechadas até setembro

Apesar de ainda não ter aderido a esta medida, a câmara de Paredes já dispõe de outros mecanismos de apoio social para quem tem dificuldades em pagar a tarifa da água ou de resíduos sólidos urbanos, garantiu por outro lado o presidente da autarquia.

Alexandre Almeida lembrou que o executivo está a negociar com a Be Water aspetos relativos à concessão da água, mas também à rede de saneamento no concelho.

 

Leia a notícia completa na edição em papel de 12 de julho de 2018 ou subscreva a edição online.

Share This: