Ana Catarina Moreira: “Parti para o estrangeiro para viver melhor”

Publicado em Publicado por: O Paredense
Ana Catarina Moreira vive em Mulhouse, França, mas trabalha na Suíça como empregada de limpeza.

Ana Catarina Moreira vive em Mulhouse, França, mas trabalha na Suíça como empregada de limpeza.

Ana Catarina Moreira tem 26 anos e está na França há quatro. Emigrou porque em Portugal não encontrou as oportunidades que queria e não pensa voltar ao país. “Não. Há muito tempo que a ideia de viver no estrangeiro para ganhar dinheiro e regressar o mais rápido possível ao país de origem deixou de se enquadrar na minha vida. Hoje em dia penso simplesmente que parti para viver melhor, para conseguir conquistar algumas coisas que, por enquanto, infelizmente, ainda não é possível alcançar no nosso país”, diz a jovem.

Os motivos para emigrar, conta, foram vários. Catarina foi em busca daquilo que o seu país não lhe podia oferecer. Estabilidade e garantias para o futuro. Ela é apenas um dos muitos exemplos de jovens portugueses que deixaram o seu país motivados pela procura de melhores condições de vida. E ao contrário do que acontecia no passado, as novas gerações já não manifestam a intenção de um dia voltarem à terra, de construírem uma casa, e de se fixarem novamente em Portugal.

Catarina vive na vila de Hegenheim, em Mulhouse, na França, mas trabalha na Suíça, mais concretamente em Basileia, que fica a cerca de 5 ou 10 minutos da fronteira.

“Hegenheim é um meio pequeno, com cerca de 3172 habitantes. As pessoas são simpáticas, mas não muito acolhedoras”, conta a jovem que aprecia sobretudo a tranquilidade da vila.

 

Leia a reportagem completa na edição em papel de 16 de novembro de 2017 ou subscreva a edição online.

Share This: