Alunos da secundária de Baltar protestam contra falta de condições

Publicado em Publicado por: O Paredense
Foto: Miguel Ângelo. Verdadeiro Olhar

Foto: Miguel Ângelo. Verdadeiro Olhar

Centenas de alunos manifestaram-se na passada terça-feira, 7 janeiro, à entrada da escola secundária Daniel Faria, Baltar, contra a degradação das condições do estabelecimento de ensino.

Alguns professores também se juntaram ao protesto, exigindo sobretudo a remoção do amianto e o aumento do número de assistentes operacionais.

“O que motivou os alunos foi principalmente a falta de condições de segurança da escola. Quisemos chamar a atenção para os problemas que existem para que seja feita alguma coisa” explicou ao PAREDENSE Eliana Magalhães, aluna do 11.º ano.

“Continuamos a ter amianto, quando duas outras escolas do concelho já foram intervencionadas. A última revisão feita aos extintores foi em 2010. Há muitos equipamentos e espaços degradados. Chove nas salas de aula, que também são muito frias no inverno. É quase impossível ter lá aulas” disse a aluna.

O PAREDENSE tentou contactar a direção da escola, mas sem sucesso.

A notícia completa na edição em papel de 9 de janeiro de 2020 ou na edição online.

Share This: