Aliados vence dérbi do concelho

Publicado em Publicado por: O Paredense

Texto escrito por Cristina Borges.

O Aliança de Gandra recebeu o Aliados de Lordelo, num jogo com perspetivas diferentes para ambas as equipas. Os gandarenses estavam muito perto de garantir a manutenção na Divisão de Elite, já, o Aliados de Lordelo, não podia perder pontos para manter viva a esperança de chegar a um dos lugares que dá acesso à disputa pela subida de divisão.

Ainda assim, o Gandra mostrou a fortaleza que costuma apresentar nos jogos caseiros. A equipa de Mário Rocha podia ter inaugurado o marcador, logo aos quatro minutos, através de Ricardo.

Com um ritmo intenso e domínio na partida, os homens da casa dispuseram de várias ocasiões para chegar primeiro ao golo, mas não mostravam pontaria afinada na hora de finalizar.

A partir dos 35 minutos, o Aliados tentou equilibrar o encontro e quase inaugurava o marcador em duas oportunidades flagrantes. Apesar das investidas, o resultado foi mesmo empatado para o intervalo.

No segundo tempo, os comandados de Juvenal Brandão entraram mais fortes e pressionantes e “carregaram” no setor ofensivo. As tentativas deram “frutos”, à passagem do minuto 72, Silvério fez o primeiro com um remate de belo efeito e Maurício o segundo, num ataque rápido lançado por Coelho, aos 88.

O Aliados venceu assim por 0 – 2 e mantém-se a dois pontos (58 pontos) do 2º classificado, o Tirsense. Já, o Aliança de Gandra garantiu, matematicamente, a manutenção e manteve os 36.


Mário Rocha: “A manutenção nunca esteve em causa”

No final do encontro, Mário Rocha mostrava-se satisfeito com a atitude e desempenho dos seus jogadores e considerava que o resultado devia ter sido outro: “Foi um bom jogo de futebol. Sabíamos dos objetivos do Aliados de Lordelo e pelo facto de ser um dérbi é sempre um jogo intenso. Ainda assim, a minha equipa entrou muitíssimo bem na partida e controlámos e dominámos os primeiros 45 minutos. Só faltou mesmo concretizar as oportunidades que criámos e pagámos caro a nossa ineficácia. Por tudo o que se passou durante os 90 minutos, o resultado mais justo seria o empate, mas dou os parabéns ao Aliados pela vitória.” O técnico gandarense acrescentou ainda: “Tivemos alguma infelicidade, principalmente, no capítulo da finalização, mas os meus jogadores estão de parabéns pelo desempenho e pela atitude que tiveram.”

Apesar da derrota, o Aliança de Gandra alcançou, matematicamente, a manutenção na Divisão de Elite, um objetivo relevante para o clube: “Esse é um objetivo muito importante para nós, mas nunca consideramos que estivesse em causa. A aposta do clube em mim era nesse sentido e concretizámos o objetivo. A direção apostou também na formação e era um desafio temido por muitos, por ser um plantel tão jovem, mas nós provámos que conseguimos, e cumprimos essa tarefa.” Mário Rocha acrescentou ainda que outro dos objetivos é chegar às meias-finais da Taça Brali e que a equipa “tudo vai fazer para o conseguir alcançar.”

Juvenal Brandão: “Os jogadores acreditam e os adeptos também

Do outro lado, Juvenal Brandão considerava: “Estávamos cientes das dificuldades deste jogo perante um adversário muito agressivo e que defende muito bem. Apesar de sabermos o que eles iam fazer para contrariar o nosso jogo, não conseguimos fugir disso e a primeira parte foi ofensivamente muito difícil, porque houve muitos duelos, muitos confrontos físicos e não conseguimos a fluidez que normalmente temos no nosso jogo. Na segunda parte melhoramos muito ofensivamente, porque tomámos decisões melhores e o nosso jogo ofensivo foi o que normalmente costuma a ser, com domínio, muitos ataques, muitas vezes próximos da baliza deles, remates e golos.”

Um jogo em que a qualidade individual dos jogadores fez a diferença, mas que, para o técnico lordelense, só se evidencia se a equipa funcionar coletivamente: A qualidade individual dos jogadores faz a diferença em todos os jogos e faz ainda mais diferença se o coletivo for forte. Nós temos muitos jogadores desses. O coletivo tem sido forte e quando as coisas estão equilibradas, eles têm conseguido desbloqueá-las. Eu sempre disse que ter jogadores de qualidade é muito importante para se ganhar mais vezes.”

A vitória mantém acesa a luta pelo 2º lugar: “Os jogadores acreditam e os adeptos também. O espetáculo que eles deram em Gandra foi algo que eu nunca tinha visto. Foi incrível. Os jogadores têm contagiado os adeptos e os adeptos têm contagiado os jogadores. Todos saímos a ganhar.”

Share This: