Alberto Barbosa foi homenageado pelo Rotary Club de Paredes

Publicado em Publicado por: O Paredense
Alberto Barbosa fundou em 1986 a MAB, atualmente uma das grandes empresas exportadoras de mobiliário do país

Em 1986 Alberto Barbosa fundou a MAB, uma das grandes empresas exportadoras de mobiliário do país

Alberto Barbosa, fundador da fábrica de mobiliário MAB, em Vandoma, foi homenageado pelo Rotary Club de Paredes, num jantar que o clube promoveu em Vandoma, no passado dia 3 de fevereiro, em que o empresário foi eleito Profissional do Ano.

Alberto Barbosa foi descrito pelos companheiros do Rotary Club de Paredes como um “homem simples, trabalhador e humilde e um grande empresário que muito fez pelo desenvolvimento do concelho de Paredes e da região”. A própria presidente do clube, Marta Ferreira, disse que “Alberto Barbosa é um excelente exemplo do lema rotário: dar de si, antes de pensar em si”. “Procurou ao longo da sua vida ajudar aqueles que mais necessitavam, nomeadamente através de Bolsas de Estudo”, acrescentou o companheiro Rui Cunha.

Mais tarde, o empresário paredense Domingos Barros falou do “grande empresário e grande homem” que projeta a freguesia de Vandoma e o concelho de Paredes pelo mundo fora. “O concelho tem de sentir-se feliz e orgulhoso de ter empresários deste calibre”, enalteceu o fundador da Fibromade a propósito do homenageado.

Amigos, familiares e empresários da região juntaram-se num jantar com cerca de 300 pessoas.

Jantar de homenagem juntou 300 pessoas, vários amigos, familiares e empresários da região

 Instituído Prémio Anual Alberto Barbosa

Numa “demonstração única de generosidade”, Alberto Barbosa decidiu  doar ao Rotary de Paredes a receita integral do jantar realizado em Vandoma, no  dia 3 de fevereiro, para que os rotários possam fazer a diferença junto dos que mais  necessitam.

Retribuindo o gesto generoso do empresário, o Rotary Club de Paredes decidiu, por  unanimidade, instituir um Prémio Anual com o nome do homenageado.

Este prémio vai comportar uma bolsa de estudo que será atribuída anualmente a  um  aluno carenciado que se encontre a frequentar o ensino superior.

 

Leia a reportagem completa na edição em papel de 9 de fevereiro de 2017 ou subscreva a edição online.

Share This: