Abóbora de 825 quilos venceu concurso internacional de hortícolas gigantes

Publicado em Publicado por: O Paredense

Milhares de pessoas assistiram este domingo, 22 de setembro, na Senhora do Salto, em Aguiar de Sousa, à entrega de prémios do “O Maior da Minha Aldeia”, o 1.º concurso internacional de hortícolas gigantes realizado em Portugal.

Na prova participaram 22 produtores do concelho de Paredes e das regiões do Algarve, Gondomar e também de Espanha.

Os espanhóis acabaram por levar a melhor na competição, apresentando os dois exemplares mais pesados de abóbora. Em primeiro ficou Rubem Mendi, de Navarra, Espanha, com uma abóbora de 825,5 quilogramas e em segundo Salvador Mogas, com uma abóbora de 728,5 kg.

A fechar o pódio ficou José Santos, produtor do Algarve, que apresentou uma abóbora de 416 kg.

FOTO: CM Paredes

FOTO: CM Paredes

Nas melancias, a vitória também foi espanhola, com Jorge Monfort a apresentar o exemplar mais pesado, com 93,5kg. O segundo maior foi de José Santos, do Algarve, com 34kg e o terceiro de Jorge Aguiar, com 22,5 kg.

Houve ainda prémios para os três maiores tomates e melões. O maior tomate a concurso tinha 1,1 kg e foi trazido por Celeste Coelho, de Rebordosa. Em segundo ficou Maria da Conceição Costa de Mouriz, com um tomate a pesar 985 gramas e em terceiro José Fernando Silva, também de Rebordosa, com um tomate a pesar 855 gramas.

No melão os dois primeiros prémios foram levados para Espanha. Ruben Mendi venceu com um melão de 8,1 kg e Jorge Monfort ficou em segundo com um melão de 6.9 kg.

Em terceiro ficou Maria da Conceição Costa, de Mouriz, com um exemplar que pesava 2,7 kg.

Todos os concorrentes receberam um diploma de participação e os prémios atribuídos variaram entre os 100 e os mil euros.

Maior abóbora do concelho produzida por José Coelho

O prémio concelhio na categoria de maior abóbora foi entregue ao baltarense José Coelho, que trouxe a concurso uma abóbora de 401 kg. O irmão Fernando Pereira venceu o segundo prémio, com uma abóbora de 334,5 kg.

Em terceiro ficou Fernando Santos, de Aguiar de Sousa, com um exemplar de 270 kg.

Mesmo estando habituados a plantar todo o tipo de hortícolas, José Coelho e Fernando Pereira nunca tinham plantado abóboras que atingissem estas dimensões. E para o conseguir foi necessário muito trabalho e dedicação ao longo dos últimos seis meses.

Além dos cuidados com a rega e o adubo, o baltarense teve de tapar as duas abóboras com tendas e panos para as proteger do sol e da chuva.

“A qualidade destas abóboras é diferente das que estamos habituados a plantar e a maneira de as tratar também. Cada pé só pode estar com uma abóbora para que ela possa crescer e chegar a este tamanhoAlém disso, exige um trabalho diário”, conta José Coelho, de 61 anos.

“Houve muitos que tiveram de ficar pelo caminho porque as abóboras acabaram por abrir e por isso estou orgulhoso por ter conseguido. Mais até pelos engenheiros da câmara que sempre se mostraram muito interessados desde o início. Sem eles não tínhamos conseguido e sinto-me feliz por terem alguma coisa para mostrar” sublinha.

Este foi o primeiro ano do concurso “O Maior da Minha Aldeia” desenvolvido pela câmara de Paredes no âmbito do CÁ PAREDES, programa de desenvolvimento estratégico do sul do concelho.

O objetivo é dar visibilidade aos produtores e às produções agrícolas locais e estimular o interesse das populações para a agricultura sustentável, contribuindo em simultâneo para conferir um maior dinamismo e atração ao território.

Share This: